A província de Quebec, no Canadá, anunciou que vai passar a exigir, para quem quiser comprar bebidas alcoólicas ou maconha, o comprovante de vacinação contra a Covid-19. O reestudado da medida,  segundo o Ministro da Saúde, Christian Dubé, é que a taxa de imunização em apenas uma semana aumentou 400%.

De acordo com Dubé, o número de agendamentos diários para vacinação saltou de cerca de 1,5 mil para mais de 6 mil em média. Isso ocorre ainda antes que a medida comece a valer, já que a exigência só entrará em vigor na próxima terça-feira (18).

publicidade

Canadá e a vacina contra Covid-19

A expectativa é ainda que a regra seja expandida para outros estabelecimentos não essenciais. Por enquanto, a medida é válida apenas para associados da Société des alcools du Québec (SAQ) e da à Société québécoise du cannabis (SQDC), entidades que regularizam a venda de álcool e maconha no país, liberada para consumo recreativo desde 2018.

Leia também! 

Recentemente, o primeiro-ministro de Quebec anunciou que pretende cobrar impostos para quem se recusar a tomar vacina contra a Covid-19. De acordo com os dados divulgados no anúncio, apenas 12,8% dos moradores da província não são vacinados, mas eles representam quase metade de todos os casos hospitalares.

“Acho que agora é uma questão de justiça para 90% da população, que fizeram alguns sacrifícios”, explicou François Legault. “Acho que devemos a eles esse tipo de medida.”

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!