Veículos e Tecnologia

Companhias aéreas dos EUA pedem intervenção urgente no 5G para evitar catástrofe

18/01/22 10h00
aeronave em situação de pouso para ilustrar a preocupação das companhias aéreas dos EUA sobre a interferência do 5G em equipamentos de voo

Os CEOs das principais companhias aéreas dos EUA voltaram a se mostrar preocupados com a implantação do 5G pela AT&T e Verizon. Executivos-chefes de empresas como American Airlines, Delta Air Lines, United Airlines, Southwest Airlines alertaram nesta segunda-feira (17/01) que a banda C 5G poderá causar uma iminente crise “catastrófica” na aviação assim que for implantada na quarta-feira (19/01).

O aviso, que também foi assinado por companhias de entregas de mercadorias, incluindo UPS Airlines e FedEx Express, foi emitido em uma carta vista pela Reuters, que dizia que voos comerciais e de carga podem ser afetados. O documento foi enviado ao secretário de Transportes dos EUA, à presidente da Comissão Federal de Comunicações (FCC), ao administrador da Administração Federal de Aviação (FAA), e ao diretor do Conselho Econômico Nacional da Casa Branca.

Leia também:

A FAA alertou que possíveis interferências podem afetar instrumentos sensíveis do avião – como altímetros – e impactar em operações de baixa visibilidade. Os altímetros são críticos para pousos, especialmente quando a visibilidade é limitada.

Segundo a carta emitida pelas companhias aéreas, é necessária “uma intervenção imediata para evitar interrupções operacionais significativas para passageiros aéreos, transportadores, cadeia de suprimentos e entrega de suprimentos médicos necessários”. Do contrário, pode haver “caos”, inclusive prendendo “dezenas de milhares de americanos no exterior”.

Muito em jogo

A AT&T e a Verizon, por sua vez, ganharam quase todo o espectro da banda C em um leilão no ano passado. As empresas concordaram no início de janeiro em construir zonas de amortecimento em torno de 50 aeroportos para reduzir os riscos de interferência, além de tomar outras medidas nesse sentido.

Na época, AT&T e Verizon também concordaram em adiar a implantação por duas semanas (com o prazo se encerrando agora, na quarta-feira), evitando temporariamente um impasse de segurança da aviação. A implantação da banda C já sofreu vários atrasos anteriores.

As companhias aéreas pedem “que o 5G seja implementado em todo o país, exceto dentro dos aproximadamente 3,2 km das pistas” em alguns aeroportos importantes. Embora haja tecnicamente 220 MHz de folga entre o espectro usado pelos equipamentos do avião e o novo espectro 5G, as companhias aéreas dos EUA estão preocupadas que os equipamentos mais antigos – ainda encontrados em alguns aviões – possam ser afetados.

AT&T e Verizon têm muito em jogo nesse novo espectro, pelo qual pagaram US$ 65 bilhões (cerca de R$ 360 bilhões) no leilão. As empresas precisam de espectro extra para lidar com as demandas de tráfego do 5G, especialmente devido aos planos da AT&T de encerrar sua rede 3G no próximo mês.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags