Elon Musk, CEO da Tesla, disse que não houve uma única falha em seu programa Beta do Full Self-Driving (FSD) desde o início, há mais de um ano. Esta versão inicial do software de direção autônoma da Tesla está sendo testada por um grupo de proprietários de veículos selecionados pela montadora e por meio de sua “pontuação de teste de segurança”.

O software permite que o veículo dirija de forma autônoma para um destino inserido no sistema de navegação do carro, mas o motorista precisa permanecer vigilante e pronto para assumir o controle o tempo todo. O programa Beta foi iniciado em outubro de 2020 pela Tesla, sendo liberado para milhares de clientes desde então.

publicidade

Leia também:

Musk respondeu a um tweet do acionista da Tesla, Ross Gerber, que escreveu que não houve nenhum acidente ou lesão desde o lançamento do programa. “Nenhum. Nem um único. Nesse período, 20 mil pessoas morreram na estrada em acidentes de carro”. Em seguida, perguntou ao CEO da Tesla se estava correto, sendo respondido prontamente.

Testadores do FSD estão sendo cuidadosos

Em meio a críticas por liberar recursos autônomos avançados, deixando a responsabilidade para os motoristas, a montadora se defendeu, dizendo que teve o cuidado de lançar lentamente o recurso para os clientes que considera “condutores mais seguros”. O FSD tem sido considerado de Nível 2 na classificação da Sociedade de Engenheiros Automotivos (SAE).

Embora essa constatação de zero acidentes pareça bastante impressionante, muito crédito deve ser dado aos testadores, que estão sendo extremamente cuidadosos ao usá-lo. Os veículos habilitados para FSD Beta provavelmente cobriram milhões de quilômetros desde o início do programa.

A afirmação de Elon Musk também não está alinhada com as estatísticas da Administração Nacional de Segurança no Trânsito nas Rodovias (NHTSA) dos Estados Unidos, que incluem uma reclamação apresentada por um proprietário do Tesla Model Y. O usuário alegou que o sistema causou uma falha, entretanto, essa afirmação não pode ser confirmada.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!