No último domingo (16), o Parlamento da França aprovou as novas regras do passaporte da vacina. O novo registro é apoiado pelo presidente francês Emmanuel Macron e o governo tinha pressa em adotar o novo procedimento.  

O novo texto foi aprovado com 215 votos a favor, 58 contra e 7 abstenções. O projeto foi encaminho para o Conselho Constitucional para garantir que “liberdades fundamentais” garantidas no país não sejam desrespeitadas.  

publicidade

Leia também!

Diferente do passe sanitário em vigência na França que permite que os não vacinados apresentem testes negativos para Covid-19, o novo passe da vacina exige a comprovação do esquema vacinal completo.  

As pessoas que não apresentarem o passaporte da vacina não poderão acessar trens, restaurantes, cinemas, teatros e etc. Quem se recusar a tomar o imunizante contra a Covid-19 terá livre acesso apenas a serviços de saúde e casas de repouso.  

O novo passaporte da vacina será exigido para todos os franceses a partir de 16 anos, menores de 12 a 15 anos terão que apresentar o passaporte sanitário em vigência atualmente.  

macron
França aprova novas regras para o passaporte da vacina. Imagem: Divulgação – Governo da França

Os franceses que tentarem fraudar o novo passaporte vacinal serão multadas. Gerentes de estabelecimento poderão solicitar um documento com foto para garantir que as informações do passaporte são verídicas. 

O novo passaporte será implementado gradualmente, quem iniciou a imunização recentemente ou ainda não tomou a dose de reforço sete meses após a segunda dose ainda poderá apresentar o resultado negativo de Covid-19. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!