Um tanque cheio de nitrogênio líquido explodiu nesta terça-feira (19) durante um teste nas instalações da SpaceX em Boca Chica, no Texas. Chamado GSE-4, o equipamento estava sendo usado em um teste de pressurização, normalmente feito para avaliar a resistência de novos materiais ou técnicas de construção antes que sejam incorporados ao projeto de foguetes.

No vídeo acima, é possível ver o momento da explosão aos 11 segundos. Como resultado, o local foi rapidamente coberto por uma imensa nuvem branca. O nitrogênio não é tóxico, mas quando disperso em sua forma gasosa em ambientes fechados pode substituir o oxigênio, causando asfixia em pessoas no local.

Leia mais:

SpaceX não divulgou se explosão foi intencional ou acidental

Ainda não se sabe se a explosão foi acidental ou intencional, e a SpaceX já fez testes destrutivos intencionais antes. Em testes intencionais o objetivo é avaliar o limite máximo da resistência de um material, como uma nova liga metálica. Foi o que aconteceu em junho de 2020, quando o sétimo protótipo de uma Starship (SN7) foi “detonado” em um teste de pressurização.

O site Futurism especula que a explosão desta semana tenha sido acidental, já que nas imagens acima é possível ver veículos, e até alguns banheiros químicos, próximos ao local. Se houvesse intenção de detonar o tanque, era de se esperar que a região tivesse sido esvaziada por precaução.

Apesar do susto, a explosão parece não ter causado danos à Starbase. Ao menos os banheiros químicos sobreviveram, segundo um comentário no Twitter.

A SpaceX trabalha atualmente nos preparativos para o primeiro teste orbital combinando uma Starship, o protótipo chamado SN20, e um foguete Super Heavy, o protótipo BN4. Aguardado desde meados do ano passado, atualmente o teste depende da aprovação da FAA, a Autoridade Federal de Aviação dos EUA, que está conduzindo uma avaliação do impacto ambiental do lançamento.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!