A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou o cancelamento do registro do spray nasal Taffix contra a Covid-19. De acordo com o órgão regulador, não houve comprovação da segurança e eficácia do spray israelense.  

O produto foi desenvolvido pela farmacêutica Nasuspharma – no Brasil distribuído pela Belcher Farmacêutica – e promete bloquear vírus respiratórios dentro da cavidade nasal, como o próprio SARS-CoV-2, o vírus causador da Covid-19.  

publicidade

Leia também!

Porém, a Anvisa alegou que o pedido de regulamentação não tinha estudos clínicos para comprovar a eficácia do produto e, por este motivo, cancelou o registro no Brasil. A Agência ainda esclarece que as empresas responsáveis que desejarem regularizar sprays antivirais devem comprovar todas as indicações de uso propostas por meio de estudos clínicos

A Belcher afirmou que o spray não se trata de um medicamento, mas uma alternativa que “auxilia na proteção” contra o coronavírus. “Trata-se de um spray nasal em pó que se transforma em um gel na cavidade nasal e cria uma barreira ativa para proteger e desativar os vírus frequentemente encontrados e transportados pelo ar.”  

Vacina em spray nasal
Anvisa cancela registro de spray nasal israelense contra a Covid-19. Foto: Josep Suria/Shutterstock

A Anvisa cancelou a “autorização de notificação” do produto, o que é utilizado para regulamentar a importação de produtos de saúde que não precisam de um registro. Uma autorização de notificação dispensa análise técnica prévia, mas pode ser revogada a qualquer momento. 

“A Anvisa realiza auditorias periódicas no banco de dados de produtos para saúde notificados, como forma de verificação de conformidade”, explicou o órgão regulador.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!