A Arianespace vem montando as estruturas para o lançamento de seu novo foguete Vega-C, com preparações já encaminhadas no Centro Espacial da Guiana, na Guiana Francesa. No começo do mês, o primeiro modelo do novo propulsor P120C foi acionado e movido à plataforma de lançamento.

O Vega-C, segundo a empresa, é uma versão mais avançada do atual Vega. O novo modelo contará com o novo propulsor P120C tanto no primeiro como no segundo estágio e, se seu lançamento for bem-sucedido, ele pode se tornar o propulsor padrão da Arianespace, sendo adotado também pela linha de foguetes Ariane.

publicidade

Leia também

“Eu venho trabalhando no Vega desde o seu início. Quando eu entrei aqui, não havia nada, só uma página em branco”, disse Marino Fragnito, vice-presidente sênior da Avio, a unidade de desenvolvimento de propulsores da Arianespace. “Para mim, isso tudo é um aprimoramento. Não é uma nova plataforma de lançamento, mas um aprimoramento do que já fizemos no Vega para melhorar a qualidade dos serviços aos nossos clientes”.

publicidade

Segundo Fragnito, em entrevista ao NASASpaceFlight, “tudo está progredindo muito bem. Todos os componentes estão na área de lançamento. Nós vamos fazer os testes combinados finais, que devem sair pouco antes do início da campanha de lançamento. Enquanto isso, temos o fechamento da análise de qualidade da ESA (agência espacial europeia)”.

A Arianespace está construindo um novo centro de monitoramento de lançamentos para se adequar ao novo foguete. Segundo Fragnito, o centro atual fica apenas a quatro quilômetros (4 km) de distância da plataforma — perto demais para um foguete cuja função primária será a de lançar satélites e transportar cargas de médio porte.

publicidade

Para isso, o novo centro — apelidado “Pandora” — ficará ao triplo dessa distância (12 km), centralizando operações e monitoramento.

“No que tange às operações, está tudo pronto”, disse o SVP. “Temos apenas que fechar a análise de qualidade. Temos muitos especialistas e pessoas com bastante experiência, gente de programas atuais e passados, que fazem parte desse processo. E eles precisam colocar o carimbo final da fase de lançamento. Antes de voarmos, eles devem dar o sinal verde para começarmos a campanha”.

publicidade

Depois do primeiro lançamento em abril, o Vega-C tem mais seis missões garantidas só em 2022. A Arianespace está promovendo uma transição mais gradual para ele, aos poucos aposentando a atual linha Vega — esta ainda tem mais duas missões, ambas em 2023.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!