Fone de ouvido já era bastante famoso antes da chegada de modelos sem fios, por Bluetooth. Acontece que com o avanço dos celulares sem entrada para o cabo P2 destes periféricos, o mercado dos modelos pequenos, grandes ou mesmo aqueles intermediários só cresceu.

Olhando o número total de opções, temos diversas empresas criando fone de ouvido Bluetooth para muitos objetivos diferentes, como modelos focados nos atletas ou mesmo para quem quer apenas atender a ligação sem tirar o smartphone do bolso. Pensando nessa dificuldade que é encontrar o aparelho ideal, o Olhar Digital criou uma lista com as melhores opções e especificamos para qual público está voltado cada um dos produtos encontrados no Brasil.

publicidade

Como escolher o melhor fone de ouvido Bluetooth?

Antes de listar qual é o melhor fone de ouvido Bluetooth, é importante ter em mente que existem formatos de fones com vantagens e desvantagens para cada lado. O mais comum (e barato) deles é o in-ear, que faz o alto-falante praticamente entrar no ouvido. Este tipo é o que melhor isola o ruído quando é intra-auricular – quando tem uma borracha. Por outro lado, estes modelos entregam a menor autonomia possível, já que a bateria é bem pequena.

Galaxy Buds Plus (Imagem: divulgação/Samsung)
Galaxy Buds Plus (Imagem: Samsung / Divulgação)

Eles são mais leves e geralmente ideais para os atletas. Depois temos os on-ear, que são intermediários ao apresentarem estrutura maior, mas que ainda não “abraçam” a orelha por completo. Eles ficam apoiados e este é o pior modelo para isolamento acústico, mas já entrega autonomia de bateria maior, quando comparado ao in-ear.

Por fim temos os over-ear, que colocam toda a orelha para dentro de uma espuma. Estes tendem a ser os modelos mais caros, mas também entregam a melhor forma de isolamento para ruído, maior qualidade sonora e autonomia. Por outro lado eles podem ser pesados e ocupam bastante espaço na mochila – enquanto os in-ear podem ser levados no bolso da calça.

Você precisa levar em conta suas necessidades para saber qual é o modelo ideal. Pronto, com isso em mente, vamos para a lista.

Leia também:

Os 29 melhores fones de ouvido Bluetooth

Samsung Galaxy Buds Plus

Galaxy Buds Plus (Imagem: divulgação/Samsung)
Galaxy Buds Plus (Imagem: divulgação/Samsung)

O Galaxy Buds Plus, ou Galaxy Buds+, está em uma lista de fones de ouvido in-ear e é um dos melhores modelos para quem procura custo-benefício. Ele encaixa bem no ouvido, mesmo sem nenhuma alça extra para ficar firme e, mesmo sendo pequeno, oferece mais de 10 horas longe da tomada e distante até mesmo do estojo – responsável por mais recargas.

Ele tem um balanço interessante de graves, médios e agudos, além de funcionar com qualquer dispositivo que aceite Bluetooth, mas tem recursos extras se o usuário for dono de um smartphone Samsung.

Samsung Galaxy Buds Live

Ainda dentro da Samsung, o Buds Live é a versão do Galaxy Buds Plus em formato de feijão e com autonomia muito menor – chegando em quase a metade do tempo, fechando apenas 6 horas com uma carga. Por outro lado, ele continua com o bom balanço para a qualidade sonora e ainda faz extra: isolamento ativo de ruído.

Isso significa que este fone de ouvido Bluetooth consegue identificar o ruído externo e emite uma onda oposta, conseguindo remover os barulhos. Ele, assim como praticamente toda concorrência, é muito bom para eliminar sons graves e recorrentes, como motor do carro, de um ônibus ou avião, indo até para o barulho do ventilador ou ar condicionado.

Samsung Galaxy Buds Pro

O modelo com sufixo Pro é uma união entre os recursos do Galaxy Buds Plus, com os do Live. Isso significa que ele tem o mesmo tamanho menor enquanto também faz isolamento de ruído, adicionando uma ferramenta ótima para este trabalho: borracha. Ela ajuda na tarefa de impedir a entrada de som externo, ajudando todo o sistema.

A autonomia é ainda menor, com 5 horas, mas a qualidade de som segue basicamente a mesma de seus irmãos.

JBL Tune 115BT

JBL Tune 115BT (Imagem: divulgação/JBL)
JBL Tune 115BT (Imagem: divulgação/JBL)

Pulando para outra marca, o JBL Tune 115BT é um fone de ouvido consideravelmente mais barato e simples. Ele não tem autonomia grande, não isola você do barulho externo, mas entrega bateria em um local diferente e que pode ser interessante para alguns: um fio que segura as duas pontas.

Além de suprir as necessidades de energia deste fone de ouvido Bluetooth, o fio também segura o aparelho se ele cair do ouvido. Fica em uma espécie de colar. A qualidade sonora também é reduzida por aqui, mas ela certamente consegue agradar boa parte do público.

JBL Endurance Dive

Se você quer um fone de ouvido com o formato de colar, que tem até mesmo uma alça superior para ficar bem firme na orelha, o JBL Endurance Dive é uma opção interessante. Ele tem um extra: pode ser utilizado durante a natação, já que todo o conjunto é à prova d’água.

Ele tem a mesma autonomia do Tune 115BT, com oito horas e permite controle de reprodução com toques nas laterais. A qualidade sonora também é semelhante ao seu irmão de cima, mas com preço elevado justamente pela proteção extra que recebe.

JBL Tune 110BT

Quer um modelo de fone de ouvido Bluetooth ainda mais barato que o 115BT? Então o JBL Tune 110BT é uma ótima pedida. Ele tem qualidade de som razoável para praticamente qualquer pessoa, continua com o formato “colar” para ajudar a não perder nenhum dos lados, mas economiza na bateria.

Por aqui são seis horas de autonomia. Por outro lado, os dois fones contam com imãs para não ficarem balançando enquanto estão pendurados no pescoço.

JBL Tune 220TWS

JBL Tune 220TWS (Imagem: divulgação/JBL)
JBL Tune 220TWS (Imagem: divulgação/JBL)

Para quem busca um fone de ouvido sem os fios ligando um lado com o outro, no estilo AirPods, mas ainda quer economia e gosta da JBL, o Tune 220TWS é uma boa pedida. Eles são pequenos, leves e a borracha ajuda na hora de isolar o ruído externo, mas não existe sistema ativo para lidar com o barulho por aqui.

Se ele ficou menor, a bateria também e a autonomia é de apenas três horas ininterruptas, que podem ser inseridas novamente com o estojo para recarga. Somando, ele consegue até 19 horas de música, com pausas no meio para encher o tanque.

JBL Tune 750BTNC

Pulando para o formato over-ear, a JBL entrega o Tune 750BTNC como boa opção para quem quer autonomia generosa e ainda prefere remover o barulho externo, com adição de graves poderosos. A autonomia é de 15 horas de música e este fone de ouvido Bluetooth conta com microfone embutido para atender chamadas.

Como o falante é maior, a qualidade geral da música também cresce na mesma proporção e os controles de reprodução ficam em um dos lados. Com isso você não precisa pegar o celular para passar a música ou pausar o som.

JBL Tune 500BT

Ainda na JBL e com formato on-ear, o Tune 500BT é um fone de ouvido mais simples, menor e ainda assim tampa a orelha da maior parte dos usuários. Como ele não utiliza um sistema ativo para redução de ruído, a autonomia por aqui é maior e bate em 16 horas com apenas uma carga.

Mesmo grande, este fone pode ser dobrado para ocupar menos espaço na mochila e a JBL promete graves presentes, com ajuda da tecnologia JBL Pure Bass.

JBL Tune 600BTNC

Se você escolher o Tune 500BT e adicionar isolamento ativo de ruído, chega no 600BTNC. Este modelo tem basicamente a mesma qualidade sonora do anterior, com o mesmo tamanho de falantes e em um acabamento que permite dobrar o fone para guardar na bolsa – ou mochila.

Como o sistema de isolamento consome mais da bateria, a autonomia desce das 16 para 12 horas em uma só carga.

JBL Free X

JBL Free X (Imagem: divulgação/JBL)
JBL Free X (Imagem: divulgação/JBL)

Voltando para o formato in-ear e de modelo bem pequeno, o Free X é uma escolha que pode ser interessante para quem não quer tantos recursos extras. Este fone de ouvido oferece quatro horas de autonomia, junto de um estojo capaz de enviar mais cinco cargas.

Ele não tem isolamento ativo de ruído, mas a borracha já ajuda na hora de deixar o barulho para o lado de fora. Essas economias fazem este fone de ouvido Bluetooth custar um tantinho menos.

JBL Everest JB950

Fechando a parte da JBL, se você quer um fone de ouvido Bluetooth muito barato e abre mão de qualquer coisa extra no pacote, o JBL Everest JB950 é um bom modelo. A autonomia é de pouco mais de três horas longe da tomada e o plástico da tiara é confortável, mesmo para longos períodos de uso.

Se a bateria acabar, ainda é possível utilizar uma entrada P2 para plugar qualquer aparelho por fios.

Sony WH-XB700

Sony WH-XB700 (Imagem: divulgação/Sony)
Sony WH-XB700 (Imagem: divulgação/Sony)

Se você quer dar um salto em qualidade sonora, acabamento e recursos, mesmo sabendo que tudo isso deixa o fone de ouvido Bluetooth mais caro, o WH-XB700 é uma escolha bacana para os amantes daquele grave pesado no ouvido.

Este fone também entrega um recurso adicional que pode ser interessante para muita gente: integração com Alexa da Amazon e o Google Assistente. Isso permite utilizar o assistente pessoal por voz, sem a necessidade de pegar o celular para fazer a mesma coisa.

Sony WH-1000XM3

Quer pular ainda mais o nível de qualidade e ir basicamente para o topo, quando não consideramos o mercado de luxo? Então o Sony WH-1000XM3 é uma escolha acertada para quem busca conectividade, acesso aos assistentes pessoais, acabamento robusto e a possibilidade de dobrar o fone para ele ocupar menos espaço.

Junte isso com uma das melhores tecnologias do mercado para isolamento ativo de ruído, capaz de te deixar longe de qualquer barulho. O resultado é um dos melhores fones de ouvido, que também cobra seu preço por tanta coisa boa – vale a pena e se você puder pagar.

Sony WH-1000XM4

Sony WH-1000XM4 (Imagem: divulgação/Sony)
Sony WH-1000XM4 (Imagem: divulgação/Sony)

Se você quiser a versão mais recente deste fone de ouvido Bluetooth, ao menos até o começo de 2022, o Sony WH-1000XM4 é a melhor escolha possível. Ele é a versão atualizada do modelo logo acima, com a mesma qualidade para isolamento ativo de ruído e reprodução de música.

Como vantagem extra existe maior autonomia de bateria, passando das 30 horas. Ele também tem um sensor capaz de pausar a música quando o fone é removido da cabeça, ou quando ele escuta a voz do dono.

Multilaser Pulse Touch

Descendo do topo do mercado para um fone de ouvido Bluetooth muito mais simples, o Multilaser Pulse Touch pode ser uma boa pedida para quem busca apenas o básico esperado para um aparelho sem fios. Ele tem autonomia para cinco horas de música, promete ser confortável para o ouvido e é resistente ao suor ou respingos.

A borracha de silicone nas pontas ajuda no isolamento de ruído, já que ele não utiliza qualquer sistema ativo para este fim.

Multilaser Pulse Expert

Mesmo com o nome “Expert”, este fone de ouvido Bluetooth é mais simples que o anterior. Ele continua com acabamento resistente aos respingos ou suor, tem estojo para recarga, mas a autonomia de bateria de cada lado oferece a metade de seu irmão maior: 2,5 horas com uma carga.

De resto temos basicamente o mesmo conjunto, com a mesma qualidade sonora, mudando só o formato do produto e seu preço.

Apple AirPods Pro

AirPods Pro (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)
AirPods Pro (Imagem: André Fogaça/Olhar Digital)

Saltando em uma distância generosa para qualquer sentido que você possa pensar, temos os AirPods Pro. Eles são um dos melhores fones de ouvido intra-auriculares do mercado, com qualidade de som impecável tanto para Android como para iPhone, mas com recursos extras se você tem um celular da maçã.

A lista de ferramentas adicionais inclui áudio espacial, suporte para Dolby Atmos, pareamento rápido em diversos aparelhos e recarga veloz para a autonomia das baterias internas. Claro que todo este conjunto tem seu preço.

Redmi AirDots

Você quer o oposto do preço dos AirPods Pro, com o menor valor possível para um fone de ouvido Bluetooth, no modelo intra-auricular (in-ear) e bem pequeno? Olhe para os Redmi AirDots.

Estes fones são extremamente leves, pequenos e com autonomia para quatro horas ininterruptas de som. Ele funciona bem com Android ou iPhone, mas a qualidade sonora não é das melhores. O preço segue este padrão e é fácil encontrar este fone por valores girando em dois dígitos.

AKG N700 NC

Voltando mais uma vez para os over-ear, o AKG N700 NC é uma opção interessante se você busca fone de ouvido Bluetooth mais robusto, com acabamento forte e que pode ser dobrado para ocupar menos espaço, tudo isso com cancelamento ativo de ruído.

A qualidade sonora deste fone é bem elevada, assim como a autonomia de bateria, chegando em 20 horas quando o isolamento está ativado, ou 36 horas se você tem a mesma ferramenta e desliga o Bluetooth, para usar o gadget por cabo mesmo.

Pulse Fun PH215

Olhando novamente para os on-ear e dentro de uma divisão da Multilaser, o Pulse Fun PH215 é um fone de ouvido Bluetooth barato e simples. Ele promete ser leve, compacto e ainda assim permitir algo entre quatro e seis horas de música sem parar, com apenas uma recarga.

Os controles de mídia podem ser utilizados na base deste aparelho, sendo ele dobrável para ficar menor em uma mochila pequena.

Mpow M9

Olhando um modelo importado da China, o Mpow M9 entrega o básico para quem quer um in-ear do tipo intra-auricular e ainda assim procura autonomia elevada. A qualidade sonora perde quando comparado aos outros modelos de marcas presentes no Brasil, mas os fones garantem cinco horas de música sem parar.

Com o estojo é possível recarregar a bateria para mais tempo de uso, enquanto as lojas onde o fone é comercializado prometem um aparelho capaz de resistir à água, mas sem informar qual é a certificação ou em qual uso – na dúvida, ele deve suportar ao menos o suor da pele.

Jabra Elite 75T

Jabra Elite 75T (Imagem: divulgação/Jabra)
Jabra Elite 75T (Imagem: divulgação/Jabra)

Pulando para o outro lado do custo, o Jabra Elite 75T entrega valor muito maior que o Mpow M9, mas em proporção faz o mesmo com a qualidade sonora, acabamento, encaixe para o ouvido e até o estojo.

A autonomia de bateria do Jabra Elite é de até 7,5 horas, com mais tempo quando a recarga do estojo é utilizada. Um recurso extra neste modelo é a possibilidade de uso para a Alexa, só por voz.

Sennheiser Momentum True Wireless 2

Saltando ainda mais na qualidade, indo quase para o topo do mercado, o Momentum True Wireless 2 praticamente entrega a melhor qualidade sonora possível para quem quer fone de ouvido Bluetooth. O acabamento em tecido para o estojo ainda adiciona um visual mais arrojado, que combina bem com os fones.

A autonomia de bateria chega em sete horas, o usuário pode usar a Siri ou Google Assistente para atender chamadas e ativar comandos de voz, além de contar com proteção para suor e até mesmo chuva leve. Um aplicativo de controle acompanha o produto e permite ajustes finos na equalização dos fones. Sim, esse modelo é caro.

Beats Powerbeats Pro

Powerbeats Pro (Imagem: Beats / Divulgação)
Powerbeats Pro é uma excelente opção para quem busca um fone para praticar atividades físicas (Imagem: Beats / Divulgação)

Mesmo dentro de uma marca conhecida por cobrar valores elevados por seus produtos, o Powerbeats Pro não é o fone de ouvido Bluetooth mais caro. Ele oferece qualidade excelente para reprodução de música, beira as 10 horas de autonomia com apenas uma carga e entrega uma alça para ficar firme na orelha, mesmo durante a prática de esportes.

O estojo dele é grande, mas ainda assim permite mais recargas velozes. Este fone de ouvido funciona bem no iPhone, mas pode ser utilizado no Android também.

Philips TAUT102BK

Descendo pela ladeira do preço, antes de chegar nos modelos mais econômicos do mercado é possível encontrar o Philips TAUT102BK. Este fone de ouvido é pequeno, leve e compacto, no formato intra-auricular.

Como ele é mais barato e simples, a autonomia cai para três horas, com uma recarga completa levando duas horas. Não existe sistema de isolamento ativo para ruído, mas a borracha do fone veda bem o canal auditivo e ajuda neste trabalho. A qualidade sonora é aceitável para boa parte dos usuários, mas a falta de graves pode deixar alguns menos animados – mesmo com preço baixo.

Hyperx Cloud Stinger Wireless

Nem só de fones de ouvido Bluetooth pequenos vive o mercado, já que o Hyperx Cloud Stinger Wireless é um dos over-ear bem grandes e com foco nos gamers, mas ao mesmo tempo não oferece custo tão elevado.

O tamanho grande dos drivers permite bateria de longa duração, com até 17 horas de uso em uma só carga. Um recurso importante para o jogador é o microfone, que fica próximo da boca e garante a conversa mesmo durante a jogatina mais desenfreada.

Edifier W800BT

Edifier W800BT (Imagem: divulgação/Edifier)
Edifier W800BT (Imagem: divulgação/Edifier)

Ainda mais ou menos na mesma faixa de preço do modelo gamer, o Edifier W800BT entrega ótimos recursos para o público. Ele tem acabamento fosco, com formato over-ear que preenche bem a orelha.

A fabricante não informa de forma concreta, mas garante autonomia entre 30 e 50 horas de uso contínuo. A espuma é confortável e a qualidade de som agrada, mesmo sem tantos graves presentes.

Anker Q30

Fechando a lista, o Anker Q30 garante isolamento ativo de ruído em um fone de ouvido Bluetooth confortável de usar. Existe a possibilidade de ajuste para o equalizador, com ajuda de um aplicativo e a promessa é de autonomia chegando em 60 horas.

A qualidade de som é balanceada em todas as frequências, sem deixar nenhuma exageradamente acima da outra.

Qual o melhor fone de ouvido Bluetooth à prova d’água?

Se você quer um fone de ouvido Bluetooth capaz de sobreviver ao mergulho acidental (ou não) em uma piscina, sinto te informar que este tipo de produto não é comum no mercado. Alguns modelos são resistentes à água e podem funcionar tranquilamente em situações de suor ou chuva.

O Powerbeats Pro é um destes, o Multilaser Pulse Expert também conta com alguma proteção e o mesmo vale para o caro e chique Sennheiser Momentum True Wireless 2. Da nossa lista apenas um promete realmente funcionar mesmo submerso e ele é o JBL Endurance Dive.

JBL Endurance Dive é excelente opção para quem procura um fone com Bluetooth à prova d'água. Imagem: JBL / Divulgação
JBL Endurance Dive é excelente opção para quem procura um fone com Bluetooth à prova d’água. Imagem: JBL / Divulgação

A JBL diz que seu fone de ouvido, que tem o “dive” no nome justamente para significar “mergulho”, resiste bem até um metro de profundidade em água doce, por no máximo 30 minutos. Pode não ser a resistência esperada pelo seu desejo, mas certamente é o suficiente para salvar o fone de uma queda a partir da beirada da piscina.

Qual o melhor fone de ouvido Bluetooth para esportes?

Todos os fones de ouvido com alguma alça para segurar na orelha, ou então com um fio ligando as duas partes são ótimos para esportes. Este acessório extra pode deixar todo o conjunto maior, ocupando mais espaço na mochila, mas ele garante que mesmo durante uma corrida, o aparelho não vai cair no chão.

O ideal é buscar um fone que também suporta o suor da pele, situação comum para quem pratica quase que qualquer esporte.

Conclusão

Com essa lista que montamos, fica mais fácil encontrar o melhor fone de ouvido Bluetooth em diversos patamares de preço, incluindo tipos diferentes. A escolha realmente precisa levar em conta qual é a sua necessidade. É importante saber se um modelo intra-auricular é o ideal, pois você busca um produto mais portátil, ou se um over-ear fica mais confortável por isolar mais o som e também quando a qualidade sonora é levada em conta.

No meu uso eu tenho um intra-auricular para utilizar no transporte público, mas em casa e no trabalho minha escolha foi para um over-ear. A ideia é ter maior autonomia para uso por mais tempo, junto de isolamento acústico mais eficiente e qualidade sonora superior.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!