O presidente da Nintendo, Shuntaro Furukawa, afirmou durante a apresentação do relatório trimestral da empresa que a companhia não pretende realizar grandes aquisições, como fez a Sony e Microsoft. Segundo o executivo, envolver outra marca na desenvolvedora, de certa forma, não honraria os esforços de anos do grupo para construir seu legado.

Nintendo Switch
Nintendo descarta grandes aquisições: “Não seria vantagem para a empresa”. Imagem: Nintendo/Divulgação

“Nossa marca foi construída sobre produtos criados com dedicação por nossos funcionários, e ter um grande número de pessoas que não possuem nenhum DNA da Nintendo em nosso grupo não seria uma vantagem para a empresa”, explicou Furukawa.

publicidade

Leia mais!

Conforme observado pela Bloomberg, a Nintendo tem usado da estratégia de investimentos internos. Nos últimos meses, por exemplo, Furukawa comprometeu até 100 bilhões de ienes (US$ 870 milhões) para fortalecer o desenvolvimento de jogos da empresa, com foco particular no crescimento orgânico.

publicidade

Contudo, isso não significa que a empresa não olhe para os lados e decida aplicar em algumas compras significativas desde que façam sentido para a companhia. De acordo com GamesRadar, este seria o caso da aquisição da Next Level Games, realizada em janeiro de 2021. A Nintendo já trabalhava com a Next há quase 20 anos, tempo em que o estúdio dedicou totalmente a desenvolvedora com títulos exclusivos. Ela também esteve presente na criação de Luigi’s Mansion, o jogo mais recente da Nintendo.

No anúncio de balanço financeiro da Sony, a empresa indicou que a indústria de jogos está se tornando mais competitiva em nível corporativo. O mercado de conteúdo do setor dobrou de tamanho desde 2014, indo de US$ 81 bilhões para aproximadamente US$ 179 bilhões em 2021. Com a apresentação e suas recentes atividades, tudo indica que as estratégias da big tech, bem como da grande maioria de suas concorrentes, é acompanhar a escalada e apostar alto nas fusões e aquisições.

publicidade

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!