O jovem russo Mihail Litvin resolveu despejar uma quantidade muito grande de gasolina em uma BMW M5 Competition e atirar uma flecha flamejante no veículo. Uma grande explosão destruiu todo o sedan de luxo – que não era dele.

Segundo traz o noticiário russo ASTV, Litvin explodiu a BMW de seu amigo Andrei Sidoropulo, como uma forma de homenagear um outro amigo, chamado Said Gubdenskii, que morreu ao volante de uma BMW M4 Competition, em um acidente ocorrido em novembro do ano passado. O rapaz perdeu o controle do carro em uma rua no centro de Moscou e colidiu com um Mercedes GL antes de bater de frente em um Volvo XC90.

publicidade

Leia também:

A explosão

Litvin dirigiu o carro até uma área aberta, em um ambiente muito frio e com neve em todo lugar. Vestindo um pesado casaco (mas só de cueca), o jovem russo saiu do M5, encharcou o veículo com gasolina e se afastou.

Depois de ajustar uma flecha no arco, ensopar a ponta dela com um combustível e um amigo acender, Litvin atirou na BMW, que explodiu. Seu vídeo está no Instagram e no YouTube, confira:

Dentre os comentários dos posts do russo, há quem diga que uma forma bem melhor que ele tinha para homenagear o finado amigo era vender o luxuoso veículo e doar o valor para sua família. Mas ao que tudo indica, o rapaz não é muito de tomar decisões lógicas.

Em 2020, Litvin já tinha destruído uma Mercedes-Benz GT 63 S, devido a uma insatisfação com o veículo “que vivia quebrando”. Quanto à BMW de agora, só para termos uma ideia, aqui no Brasil, um modelo M5 Competition M XDrive 4.4 biturbo V8 custa mais de R$ 1 milhão na tabela Fipe.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!