O Uber Motos começou a operar, nesta segunda-feira (7), em mais 38 cidades, atingindo a marca de 83 municípios brasileiros atendidos pelo serviço que existe desde novembro de 2020 no país. Entre as cidades que entram na nova lista estão Limeira (SP), Piracicaba (SP), Búzios (RJ), Cabo Frio (RJ), Joinville (SC) e Juiz de Fora (MG). Agora, os clientes poderão se deslocar por um valor menor em comparação ao praticado pelo UberX. 

Segurança operacional 

Assim como outros serviços oferecidos pela Uber, essa nova modalidade exige que os motociclistas parceiros apresentem antecedentes criminais, motos em bom estado de conservação, documentação em dia, além de todos os requisitos de segurança existentes no aplicativo, como localização em tempo real, número da placa e informações pessoais. 

publicidade

O aplicativo Uber motos chega também em cidades do Paraná, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Rondônia, Maranhão e Bahia.  

“As viagens de moto que são feitas pelo aplicativo da Uber têm tido como uso constante os deslocamentos de última milha, o chamado last mile, interligando os usuários da plataforma a modais de transporte, como as estações de ônibus, trens e metrô das cidades. Temos visto que esse é um tipo de uso muito pertinente para as viagens de moto, já que muitas vezes o trecho pode ser cansativo para ir a pé e curto para uma viagem de carro”, diz Silvia Penna, diretora-geral da Uber no Brasil. 

Para se cadastrar no aplicativo da Uber e dirigir na nova modalidade, o motociclista parceiro precisa ter CNH com observação de atividade remunerada (EAR). 

motoqueiro com container do uber eats
A vantagem do novo serviço é que os motociclistas que estavam inscritos no Uber Eats poderão migrar para o Uber Motos, fazendo viagens com passageiros. Imagem: Shutterstock.com

Entregadores parceiros que usam motocicleta e já estão cadastrados no Uber Eats podem optar por também fazer viagens de Uber Moto.

Leia mais:

Cuidados com a Covid-19 

Tendo em vista que os riscos de contrair o coronavírus são muito maiores nas motos, principalmente em razão do capacete, a Uber está colocando em prática vários recursos de segurança. 

Entre eles, a empresa irá fornecer toucas higiênicas na forma de reembolso aos passageiros e ainda exige que os parceiros limpem as superfícies da moto com álcool em gel assim como os capacetes, sempre recomendando que os clientes utilizem capacetes próprios. 

“A Covid-19 é uma doença com alta taxa de transmissibilidade, então elaboramos recomendações com o objetivo de reduzir substancialmente a chance de infecção entre pessoas que usam o serviço”, afirmou o médico Alexandre Naime Barbosa, chefe do Departamento de Infectologia da Unesp. 

Ele explica ainda que o uso de máscaras de forma correta segue sendo a medida de prevenção mais efetiva quando a proximidade entre as pessoas é inevitável, como em meios de transporte.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!