Veículos e Tecnologia

Harmony: um conceito de patinete elétrico feito para ser o mais seguro do mundo

Por Lucas Berredo, editado por Fábio Marton
11/02/22 15h04
Patinete elétrico Harmony

Park Min-ji/Divulgação

O estudante Park Min-ji, da Universidade Honjik, em Seul (Coreia do Sul), projetou um conceito de patinete elétrico para ser a solução de mobilidade elétrica mais segura do mercado.

Chamado de Harmony,  o patinete, visualmente, não foge do design clássico ao qual o público está acostumado. É no quesito da segurança que se diferencia, tentando garantir que usuários não sejam vítimas ou provoquem acidentes.

A começar pela câmera. Posicionada entre os faróis na base da coluna de direção, a câmera do Harmony é do tipo LiDAR e detecta tudo, desde sinais de trânsito a tráfego de pedestres e mesmo iminente risco de segurança. Caso um alerta seja gerado, o usuário é notificado de duas formas: o primeiro é um sinal projetado na pista por meio dos faróis laterais; já o segundo aparece na tela integrada ao guidão no topo da coluna de direção.

Câmera entre os faróis do patinete elétrico Harmony vem com sensor LiDAR (Park Min-ji/Divulgação)

O usuário ainda pode conectar qualquer dispositivo inteligente ao software do patinete. Nessa interação, um app o auxilia no planejamento de rotas, exibindo níveis de bateria, velocidade e os avisos captados pela câmera LiDAR. Um sistema de iluminação também permite que as pessoas ao redor do patinete sejam avisadas sobre sua trajetória.

Park Min-ji/Divulgação

Design flexível

Pensando no patinete elétrico como um commuter (transporte para deslocamento diário) para serviços de aluguel, Park Min-ji incorporou ao conceito vários recursos como carregamento sem fio e estrutura flexível. Dobrado, por exemplo, o Harmony se parece a uma bagagem de mão — na linha do que um projetista britânico pensou para a Tuck Bike.

Como se trata de um conceito, não sabemos exatamente que tipo de potência alimentaria o patinete elétrico. Também não há previsão de quando uma tecnologia dessas estará disponível para o consumidor. Resta, portanto, torcer por um bilionário qualquer ou uma grande empresa se apaixonar pelo Harmony e, quem sabe, um dia, poderemos pilotá-lo nas ruas.

Crédito para imagem principal: Park Min-ji/Divulgação

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Tags