Após inúmeras sanções no universo digital, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia informou que as gigantes da tecnologia, como Google e Meta (dona do Facebook), estão ‘incitando a guerra’. Segundo a agência de notícias Interfax, o regulador do governo russo, Roskomnadzor, exigiu que os serviços estrangeiros de internet parem de discriminar a mídia russa na Europa. 

Sanções contra Google e Meta

Não é de hoje que Google e Meta enfrentam dificuldades na Rússia. A situação ficou ainda mais tensa após a invasão da Ucrânia pelas tropas russas, causando um movimento global de banimento ao governo russo nas plataformas digitais. 

publicidade

Google e Meta estão entre as empresas de internet que enfrentam possíveis medidas punitivas na Rússia por não abrirem escritórios locais e outras medidas exigidas por uma lei de comunicações. 

Governo russo acusa big techs de incitarem a guerra e e pede que os serviços estrangeiros de internet parem de discriminara a mídia russa na Europa. Imagem: Shutterstock

Desde julho de 2021, empresas estrangeiras de mídias sociais com mais de 500 mil usuários diários são obrigadas a abrir uma sede na Rússia, pela legislação assinada pelo presidente Vladimir Putin

Entre as punições, as companhias como Google e Facebook podem enfrentar restrições tão severas quanto proibições definitivas na Rússia.

Mesmo que a situação não tenha a ver com o conflito da Rússia com a Ucrânia, a invasão na última quinta-feira (24) aumentou a pressão sobre as empresas ocidentais a repelir os mandos de Putin. 

Leia mais:

Exército de TI 

Nos últimos dias, o ministro da Transformação Digital ucraniano, Mykhailo Fedorov, convocou profissionais de TI para ajudarem o país a se defender dos avanços russos no campo digital, principalmente contra ataques cibernéticos. Trata-se de uma ofensiva fora dos campos oficiais de batalha.  

A primeira tarefa solicitada pelo governo da Ucrânia é sobre uma estratégia para combater hackers russos, com o objetivo de derrubar sites de empresas, bancos e do governo da Rússia.  

Os voluntários também foram incentivados a derrubar sites registrados em Belarus, um dos principais aliados da Rússia. Assim, a Ucrânia se fortalece para combater a Rússia também no universo virtual. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!