Você sabe que a coisa pode ficar feia para o seu negócio quando seu parceiro prefere se unir ao concorrente do continuar ao seu lado. Foi isso que aconteceu com a Rússia: segundo comunicado divulgado pela empresa britânica OneWeb, ela firmou parceria com a americana SpaceX para continuar lançando seus satélites de conexão com a internet.

A brincadeira com “concorrência” não foi feita à toa: a OneWeb é concorrente direta da Starlink, a plataforma de internet via satélite criada e mantida…pela SpaceX. Até a guerra russo-ucraniana, a OneWeb contava com os foguetes russos Soyuz para levar seus produtos ao espaço, mas a mudança teve motivo.

publicidade

Leia também

Os satélites da OneWeb não ficarão parados na Terra, já que a empresa encontrou uma improvável aliada: a concorrente SpaceX cuidará de fazer os lançamentos da plataforma britânica ao espaço
Os satélites da OneWeb não ficarão parados na Terra, já que a empresa encontrou uma improvável aliada: a concorrente SpaceX cuidará de fazer os lançamentos da plataforma britânica ao espaço (Imagem: OneWeb/Divulgação)

Veja: estava previsto para o último dia 6 o lançamento de um foguete Soyuz com 36 satélites da OneWeb. Entretanto, poucos dias antes do feito, o governo russo exigiu garantias da empresa britânica de que os satélites não fossem usados contra o país liderado por Vladimir Putin em caráter militar. As exigências não foram acatadas, a Rússia cancelou o lançamento e “sequestrou” os satélites, forçando a OneWeb a retirar todos os seus funcionários do Cosmódromo Baikonur, no Cazaquistão.

O pedido russo parece sensato para alguns, mas a OneWeb, concordando ou não, não poderia atendê-lo: parte da empresa é propriedade do governo britânico, que salvou a companhia da falência há alguns anos. Se o Reino Unido, por qualquer razão, entrasse nessa guerra, a OneWeb seria um ativo militar valioso. Logo, a parte corporativa da empresa se viu incapaz de aceitar uma promessa desse tipo.

Depois de um tempo sem novidades sobre o caso, a OneWeb divulgou hoje (21) um comunicado em seu site oficial, anunciando a parceria com a SpaceX:

“Nós agradecemos à SpaceX pelo seu apoio, o qual reflete a nossa visão compartilhada sobre o infinito potencial do espaço”, disse Neil Masterson, CEO da OneWeb. “Com esses planos de lançamentos espaciais, nós seguimos dentro do prazo para terminar de construir a nossa estação de satélites e entregar conectividade robusta, veloz e segura ao redor do mundo”.

O comunicado ressalta que “os termos de parceria com a SpaceX” são confidenciais, o que certamente abre espaço para muitas interpretações, considerando a posição de concorrência das duas empresas. Neste momento, porém, qualquer coisa dita não passará de especulação infundada.

O comunicado não menciona a linha de foguetes Soyuz ou o conflito na Ucrânia, que já está próximo de completar um mês, em qualquer parte. Antes disso, a Rússia já havia feito 13 lançamentos para a empresa, que conta com 348 satélites em órbita, com pouco menos de 250 deles em pleno funcionamento.

De acordo com o comunicado, o primeiro lançamento da OneWeb com a ajuda da SpaceX deve acontecer ainda em 2022.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!