Medicina e Saúde

Anticoncepcional masculino está mais perto de chegar ao mercado

24/03/22 06h40, atualizada em 24/03/22 16h33

Crédito: Africa Studio/Shutterstock

Pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, trazem boas notícias para os homens que esperam pela chegada do anticoncepcional masculino. De acordo com os pesquisadores, é possível que os testes em humanos com uma droga promissora comecem ainda em 2022.

O candidato a anticoncepcional masculino foi apelidado de GPHR-529, é um composto não hormonal para controle de natalidade em homens. Nos testes, em modelos animais, os pesquisadores conseguiram manter camundongos de laboratório estéreis por quatro a seis semanas, com eficácia de 99%.

Testes em humanos ainda em 2022

O próximo passo são os testes em humanos, que devem começar no final de 2022, porém, os pesquisadores não definiram uma data específica para o início da fase seguinte. Embora haja diversas outras pílulas anticoncepcionais para homens em testes, este candidato tem alguns diferenciais.

O principal é que esse candidato não utiliza tratamentos hormonais, ou seja, não busca diminuir os níveis de testosterona para deixar os homens temporariamente estéreis. Estes tratamentos frequentemente causam efeitos colaterais como diminuição da libido e colesterol alto.

Segundo os pesquisadores, o fato de os homens não engravidarem fazem com que os efeitos colaterais aceitos sejam mais brandos. Créditos: Shutterstock

Existe hipocrisia?

Neste ponto, entra um pouco de hipocrisia, que é bastante denunciada por movimentos feministas, já que esses efeitos colaterais que fazem com que as drogas para homens sejam descartadas, são bem suaves quando comparados aos que são causados pelo uso de anticoncepcionais femininos.

Leia mais:

De acordo com os pesquisadores do Minessota, como os homens não precisam sofrer as consequências da gravidez, os limites para efeitos colaterais em anticoncepcionais masculinos também seriam mais baixos. É por conta disso, inclusive, que a equipe priorizou um medicamento sem hormônios para uso masculino.

Pontos positivos

De acordo com a equipe da Universidade de Minessota, os camundongos que receberam o anticoncepcional masculino GPHR-529 e pararam de tomar após quatro ou seis semanas, tiveram sua capacidade de procriar normalizada depois de parar de tomar os medicamentos. Isso significa que os efeitos também podem ser temporários em humanos.

Além do GPHR-529, mais uma série de anticoncepcionais masculinos estão em testes pelo mundo. O mais “curioso” deles é um imã que aquece os testículos, que também teve bons resultados em testes com modelos animais, esses realizados em Nantong, na China.

Via: Futurism

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Tags