Após meses de discussão, o Senado dos Estados Unidos entrou em acordo. O Congresso norte-americano aprovou nesta segunda-feira (28) um novo projeto de lei que visa fornecer uma injeção de US$ 52 bilhões para a fabricação de chips no país, quase R$ 250 bilhões na cotação atual.

O incentivo tem por objetivo aliviar no longo prazo a escassez de semicondutores no mercado. A falta de chips segue afetando diversos setores da indústria, causando diminuição do ritmo de produção e até a interrupção das atividades de algumas empresas. 

publicidade

As autoridades apontam que iniciativas como essa também buscam diminuir a dependência dos americanos de componentes eletrônicos fabricados em outros países.

EUA x China

Guerra comercial envolvendo EUA x China; fabricantes de chips podem receber incentivo bilionário nos EUA
Porta-voz da Casa Branca diz que EUA pode superar a China no setor de fabricação de chips. Imagem: Ink Drop/Shutterstock

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, disse que o resultado positivo foi um passo importante. Jen aponta que os EUA podem “superar a China e o resto do mundo nas próximas décadas” em manufatura de chips com os investimentos bilionários no setor.

A votação no Senado levou os Estados Unidos “um passo mais perto de revitalizar a fabricação americana de semicondutores”, disse Gina Raimondo, secretária de Comércio dos EUA.

A secretária também destaca que, há duas décadas, os Estados Unidos produziam quase 40% dos chips no planeta, enquanto hoje respondem por apenas 12% da produção global.

Leia mais: 

O texto deve voltar ao Senado nos próximos dias para outra fase de votação. Um acordo final sobre o projeto, segundo as autoridades, ainda deve demorar mais alguns meses.

Vale lembrar que o Senado também autorizou em fevereiro outro pacote ainda mais generoso de US$ 190 bilhões. Sua meta é bastante similar: fortalecer o ramo de tecnologia e pesquisa americano, acirrando a competição no mercado com outros gigantes asiáticos. 

Via: Reuters

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!