Cada novo estudo publicado sobre os microplásticos e seu impacto no corpo humano trás resultados mais assustadores. Na última semana, pesquisadores da Universidade de Viena, na Áustria, descobriram que estamos ingerindo quantidades assustadoras de plástico.

De acordo com a pesquisa, são ingeridas quase 100.000 partículas de microplásticos por ano apenas pelo consumo de água mineral em garrafas pet. Essas partículas são microscópicas e possuem de 0,001 a 5 milímetros de tamanho.

publicidade

Ingerindo microplásticos

“Estudos recentes também indicaram a presença de MPs [microplásticos] em alguns alimentos terrestres, como frutas e vegetais comestíveis e arroz comprado em lojas, mas são necessárias mais pesquisas para replicar essas descobertas”, escreveram os pesquisadores.

Leia também

De acordo com os pesquisadores, uma pessoa que bebe a quantidade de água recomendada para um dia, cerca de três litros, está ingerindo quase 90.000 partículas de microplásticos, caso faça isso somente bebendo de garrafas pet. No estudo, os cientistas dizem que pode criar mudanças em nosso trato gastrointestinal, o que pode levar a doenças metabólicas como obesidade, diabetes e doença hepática crônica.

Microplásticos no sangue

Um grupo de pesquisadores da Universidade Livre de Amsterdã, nos Países Baixos, encontraram microplásticos em amostras de sangue humano pela primeira vez. A descoberta implica em uma nova fase do entendimento da poluição por plástico, mostrando que a mesma é mais perigosa do que se pensava.

Os cientistas que publicaram o artigo, que saiu na última edição da revista Environment International, analisaram amostras de sangue de 22 pacientes adultos que haviam se candidatado a serem doadores de sangue. Ao todo, foram encontrados microplásticos em 17 dos voluntários.

Metade das amostras continham vestígios de plásticos que são normalmente usados em garrafas descartáveis. Enquanto isso, um terço tinha fragmentos do tipo de plástico mais comum em embalagens de alimentos, algo que já havia sido encontrado, inclusive, em bebês recém-nascidos.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!