Medicina e Saúde

Brasil não recebeu chocolates Kinder contaminados por salmonella, diz Anvisa

Por Matheus Barros, editado por Lucas Soares
14/04/22 13h07, atualizada em 14/04/22 14h39
Embalagem de quatro Kinder Surprise

Imagem: Ekaterina_Minaeva/Shutterstock

Recentemente a França e o Reino Unido relataram casos de salmonella causados pelo consumo de chocolates da marca Kinder. Agora, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), disse que está acompanhando os desdobramentos dos casos.  

O órgão regulador afirmou que recebeu um alerta da Rede Internacional de Autoridades de Segurança Alimentar (Infosan). No entanto, a Anvisa divulgou, em nota oficial, que o Brasil não faz parte da lista de países em que os produtos contaminados foram distribuídos.

Leia também!

Em nota enviada ao Olhar Digital, a Ferrero, empresa dona da marca Kinder, afirmou que “o recall voluntário que vem sendo realizado em outros países refere-se apenas a produtos das linhas Kinder Surprise, Kinder Mini Eggs, Kinder Surprise Maxi 100g e Kinder Schokobons fabricados em Arlon, Bélgica. Estes produtos não são vendidos pela Ferrero no Brasil, portanto não há que se falar em retirada destes itens do país”.  

Como medida de precaução, a Anvisa pede que os consumidores de chocolates Kinder verifiquem os rótulos dos produtos para garantir que eles não são da fábrica: Ferrero Ardennes S.A – Rue Pietro Ferrero, 5 Arlon 6700 Belgium. 

O órgão pede atenção especial aos seguintes produtos:  

  • Kinder Surprise Maxi 100 g 
  • Kinder Surprise 1 x 20 g 
  • Kinder Surprise 3 x 20 g (60 g) 
  • Kinder Surprise 4 x 20 g (80 g) 
  • Kinder Schokobons WHITE 200 g 
  • Kinder Schokobons 200 g 
  • Kinder Schokobons 125 g 
  • Kinder Schokobons 300 g 
  • Kinder Mix Peluche 133 g 
  • Kinder Mix Advent Calendar 127 g 
  • Kinder Mini Eggs Hazelnut 100 g 
  • Kinder Mini Eggs Mix 250 g 
  • Kinder Happy Moments 162 g 
Brasil não recebeu chocolates Kinder contaminados por salmonella, diz Anvisa. Imagem: John New/Shutterstock

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, disse recentemente que notificaria a empresa Ferrero do Brasil para esclarecer a chance de contaminação no país por conta do chocolate Kinder Ovo. 

A Senacon disse que não recebeu nenhum comunicado oficial da Ferrero e, se existir qualquer risco, os produtos devem sofrer o recall imediatamente. A empresa tem o prazo de 72h, a partir do recebimento da notificação, para formalizar o recall e prestar os devidos esclarecimentos.  

“A Ferrero do Brasil informa que recebeu na tarde de quarta-feira (13) a notificação oficial da Secretaria da Defesa do Consumidor para esclarecimentos em relação a casos de intoxicação por salmonella em produtos da linha Kinder na Europa. Com total transparência, comunica que já está em contato com autoridades brasileiras prestando todas as informações necessárias”, disse a empresa em nota.

A companhia ainda fez questão de ressaltar que “não importou e não distribuiu esses produtos [contaminados] no Brasil”.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Tags