Internet e Redes Sociais

Nimo TV encerra atividades no Brasil depois de 4 anos

Por Edson Kaique Lima, editado por Acsa Gomes
15/04/22 03h47, atualizada em 18/04/22 15h25
O vídeo está sendo carregado - aguarde...

A Nimo TV, principal concorrente da Twitch no mercado de streaming de games e outros tipos de transmissões ao vivo, anunciou nesta quinta-feira (14), o fim de suas atividades no Brasil. A decisão se deu pouco tempo depois de um grande corte de investimentos por parte da empresa no Brasil.

A Nimo TV chegou ao Brasil em 2018 e fez investimentos de peso, levando streamers de peso para o seu casting de contratados. De acordo com a empresa, o fim das atividades no Brasil se deu por “diversos fatores internacionais”, que, de acordo com a Nimo TV, fogem do controle da companhia.

A Nimo TV no Brasil

No Brasil, a maior parte da audiência da Nimo TV se concentrava em criadores que transmitiam conteúdos e gameplays de Free Fire e GTA RP. Desde sua chegada ao país, a empresa buscou rivalizar com a Twitch apostando em conteúdos diferenciados e trazendo nomes estabelecidos na concorrente.

Um dos diferenciais da empresa foi o investimento em conteúdos de jogos para smartphones, um mercado que não é muito popular em outras plataformas. Por enquanto, site e aplicativo da Nimo TV seguem disponíveis, mas devem ser desativados em breve.

Para onde vão os criadores da Nimo TV?

Atualmente, a Nimo TV conta com uma série de criadores de peso em seu casting. Todos os contratos devem ser encerrados assim que a plataforma for desativada no Brasil e os contratados estão livres para fazer parcerias com outras plataformas.

Como parte dos contratados da empresa são criadores de conteúdo que foram banidos da Twitch, por exemplo, é possível que muitos deles precisem migrar para plataformas menores e ainda sem uma presença consolidada por aqui.

Leia mais:

Este é o caso, por exemplo, do influencer Mucalol, que é um dos maiores criadores da plataforma no Brasil, com mais de 180 mil seguidores. O streamer foi banido da Twitch após uma série de violações dos termos de uso da plataforma, incluindo a exibição de conteúdo impróprio para menores.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Tags