Veículos e Tecnologia

Tóquio a Los Angeles em uma hora: startup americana promete voos hipersônicos

Por Lucas Berredo, editado por Fábio Marton
20/04/22 12h47
Imagem ilustrativa para avião supersônico da Venus Aerospace

Naeblys/Shutterstock

Sediada em Houston, no Texas (EUA), a jovem startup Venus Aerospace diz estar quase pronta para lançar um aviãoque consegue fazer o percurso de Tóquio a Los Angeles em uma hora. É um voo hipersônico chegando a uma velocidade de Mach 9 (11.000 km/h).

Embora a empresa não tenha divulgado imagens ou detalhes do avião até agora, o projeto parece estar avançando. De acordo com a startup, um motor de demonstração já foi construído, assim como foram finalizados os primeiros testes em túneis de vento hipersônicos.

No início deste mês, a Venus Aerospace recebeu ainda um investimento de US$ 20 milhões (em torno de R$ 93 milhões) do Prime Movers Lab, um fundo focado em invenções científicas de alta inovação. O fundo inclui nomes como a Draper Associates, responsável por financiar empresas como Tesla (no início), SpaceX, Skype, Twitch e Twitter.

“Os EUA estão no meio de uma corrida global pela tecnologia hipersônica”, disse o sócio-geral do Prime Movers Lab, Brandon Simmons. “A Venus atingiu testes essenciais de motores, design de veículos e marcos de crescimento que me deixam tremendamente empolgado com o futuro do voo hipersônico americano.”

Equipe da Venus Aerospace (Venus Aerospace/Divulgação)

Ex-funcionários da Virgin Orbit nos voos hipersônicos

Fundada em 2020, a Venus Aerospace é conduzida pelos irmãos Duggleby. Anteriormente, a CEO Sassie Duggleby atuou como consultora de engenharia de sistema de lançamento na Virgin Orbit, enquanto o CTO Andrew Duggleby liderou as operações de lançamento na mesma empresa.

“No ano passado, com nosso financiamento inicial, subimos de três para 40 pessoas”, afirma Sassie. “Estes são os melhores cientistas, engenheiros e operadores de foguete do mundo. Com esse financiamento, continuaremos avançando em direção aos nossos próximos marcos técnicos, contratando ótimas pessoas e escalonando nossa organização.”

Os planos da Venus Aerospace envolvem a construção de um motor de foguete de última geração, o design do avião hipersônico e o aperfeiçoamento dos seus sistemas de refrigeração. O investimento também permitirá que a empresa realize testes de voo e propulsores no porto espacial de Houston, onde já está presente desde 2020.

Houston é um dos principais centros aeroespaciais nos Estados Unidos. Além da Venus, a cidade no Texas abriga empresas como a Axiom Space, que tenta realizar seu primeiro voo tripulado de caráter privado nos EUA.

Crédito da imagem principal: Naeblys/Shutterstock

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Tags