Recentemente, Pelé voltou a ser internado no Hospital Israelita Albert Einstein, localizado em São Paulo, para dar continuar o tratamento do tumor de cólon, que foi diagnosticado em setembro de 2021. Esse tipo de câncer está localizado no intestino grosso – também chamado de cólon – e faz parte dos tumores de intestino.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), os sintomas do câncer de cólon incluem:

publicidade
  • A presença de sangue nas fezes;
  • Alteração do hábito intestinal;
  • Dor ou desconforto abdominal;
  • Fraqueza e anemia;
  • Perda de peso sem causa aparente;
  • Alteração na forma das fezes e massa abdominal.

Pelo fato de que os sintomas são comuns a outras doenças, é importante consultar um médico para o diagnóstico. A maioria dos cânceres de cólon tem origem na mucosa que reveste o intestino. A avaliação e prevenção precoce pode ser feita pela colonoscopia, através de exames de rotina a partir dos 45 anos de idade. Já a identificação é feita por biópsia.

Além da idade, fatores de riso como histórico familiar,  excesso de peso, alimentação não saudável, tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas e doenças inflamatórias do intestino, como retocolite ulcerativa crônica e doença de Crohn, podem contribuir para o crescimento do tumor.

Ex-jogador Pelé em foto de dezembro do ano passado Foto: Reprodução Instagram
Pelé em foto de dezembro do ano passado
Imagem: Reprodução Instagram

De acordo com o Inca, a estimativa para 2020 foi de 40.990 novos casos, sendo 20.520 em homens e 20.470 em mulheres. É o segundo tipo de câncer que mais acomete os homens (depois de próstata) e as mulheres (depois de mama) no Brasil.

Até o momento, o câncer de intestino é tratável e frequentemente curável. Mas, se houver metástase para  outros órgãos, como fígado e pulmão, as chances são reduzidas. O tratamento consiste em cirurgia para retirada da parte do intestino afetada e também dos gânglios linfáticos. Depois, outras etapas incluem a radioterapia para diminuir a possibilidade de retorno do tumor.

Pelé afirma estar bem após cirurgia no cólon para remover tumor

No ano passado, Pelé revelou, por meio de uma publicação no Instagram, que fez uma cirurgia no cólon para a retirada de um tumor após seis dias de internação. Aos 80 anos, o Rei do Futebol deu entrada no Hospital Albert Einstein para realizar exames de rotina e precisou ficar depois que a equipe médica de saúde percebeu um problema de saúde.

“Meus amigos, muito obrigado pelas mensagens de carinho. Eu agradeço a Deus por estar me sentindo muito bem e por permitir que o Dr. Fábio e o Dr. Miguel cuidem da minha saúde. No último sábado fui submetido a uma cirurgia de retirada de lesão suspeita no cólon direito. O tumor foi identificado na realização dos exames que mencionei na última semana. Felizmente, estou acostumado a comemorar grandes vitórias ao lado de vocês. Vou encarar mais essa partida com um sorriso no rosto, muito otimismo e alegria por viver cercado de amor dos meus familiares e amigos”, escreveu Pelé.

“O paciente Edson Arantes do Nascimento foi submetido, no último sábado (4), a uma cirurgia de retirada de lesão suspeita no cólon direito, no Hospital Israelita Albert Einstein. O tumor foi identificado durante a realização de exames cardiovasculares e laboratoriais de rotina e o material foi encaminhado para análise patológica. O paciente, que passa bem, está em recuperação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e a previsão é que seja transferido para o quarto nesta terça-feira (7)”.

Leia também!

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!