Veículos e Tecnologia

Volkswagen decide: Porsche e Audi vão correr na Fórmula 1

Por Ronnie Mancuzo, editado por Acsa Gomes
02/05/22 09h43, atualizada em 03/05/22 15h07
O vídeo está sendo carregado - aguarde...

Porsche e Audi, marcas que pertencem ao Grupo Volkswagen, entrarão na Fórmula 1 e terão veículos correndo na mais popular modalidade do automobilismo mundial. A confirmação veio do próprio Herbert Diess nesta segunda-feira (02).

O CEO da Volkswagen disse que cada marca de luxo da empresa terá seus próprios carros na série de corridas, dizendo que a Fórmula 1 “está se desenvolvendo de forma extremamente positiva em todo o mundo”. Ou seja, Porsche e Audi estarão disputando separadamente os Grandes Prêmios da modalidade.

Leia também:

Diess descartou usar o nome Volkswagen na Fórmula 1, dizendo que “não se encaixa e a marca não participará”. Entretanto, o executivo explica que as mudanças de regras planejadas para 2026 são a oportunidade perfeita para a entrada da Porsche e da Audi na competição.

Nas pistas da Fórmula 1 em 2026

Tanto a Porsche quanto a Audi estão priorizando seu compromisso com as corridas de primeira linha a partir de 2026, quando a eletrificação estará em uma extensão muito maior de veículos e a combustão fazendo maior uso de combustível sintético totalmente sustentável. Tendo em vista que esse tipo de propulsão para a Fórmula 1 leva de três a quatro anos para ser desenvolvido, esta era a última chance para o alto escalão do Grupo Volkswagen tomar uma decisão.

Para Diess, a exposição da modalidade de corrida aumentou muito nos Estados Unidos, enquanto mais e mais pessoas da Ásia assistem à Fórmula 1. O CEO da VW diz que, sobre os principais eventos esportivos ou eventos do mundo, no automobilismo, “é realmente apenas a Fórmula 1 que conta e está se tornando cada vez mais diferenciada”.

“Além disso, você não pode entrar na Fórmula 1 a menos que uma janela de tecnologia se abra, o que significa, para chegar lá, uma mudança de regra: para que todos comecem de novo do mesmo lugar”, completou o executivo. A Porsche está mais fortemente ligada a uma parceria com a Red Bull. Diess confirmou que os planos da marca eram mais “concretos” do que os da Audi, que ainda não estabeleceu um parceiro.

“A Porsche tem que ser a marca de carros mais esportivos do mundo. Então, a Porsche tem que fazer automobilismo”, disse o CEO. “E você chega à conclusão: se a Porsche faz automobilismo, a coisa mais eficiente é fazer a Fórmula 1”.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Tags