Veículos e Tecnologia

Microsoft e Volkswagen desenvolvem sistema para operar HoloLens em carros

Por Lucas Berredo, editado por Acsa Gomes
05/05/22 17h47, atualizada em 09/05/22 15h13
O vídeo está sendo carregado - aguarde...

Em parceria com a Volkswagen, a Microsoft aprimorou seus óculos de realidade mista, o HoloLens 2, para permitir que o dispositivo funcione em carros. A tecnologia resolve um antigo problema em que os sensores do equipamento não operavam adequadamente em ambientes em movimento.

Segundo informações divulgadas pela empresa nesta quinta-feira (5), o HoloLens 2 rastreia os movimentos a partir de uma combinação de sensores de câmera e uma unidade de medição inercial com acelerômetros e giroscópios. Em um carro, no entanto, os dois campos entravam em conflito por conta da ação contínua e os hologramas desapareciam com a confusão de sinais.

Foi aí que a Volkswagen entrou na jogada, construindo um protótipo que permitia ao carro exibir informações em tempo real através de uma conexão bidirecional de dados. Ao mesmo tempo, a Microsoft desenvolveu um algoritmo que modela as discrepâncias entre os sensores e estabiliza o rastreamento do HoloLens 2 em um automóvel. A parceria entre as duas empresas teve início em 2018.

“Conectamos um sistema de posicionamento que rastreia a localização do veículo”, explica Michael Wittkamper, especialista em realidade aumentada da Volks. “Dessa forma, também conseguimos colocar elementos 3D, como informações sobre pontos de interesse fora do carro. Isso abre possibilidades completamente novas para exibir hologramas não apenas no campo de visão do motorista, mas também para o usuário com um óculos que estiver olhando.”

Os objetos virtuais podem ser colocados dentro e fora do veículo. Em uma imagem divulgada pela Microsoft (veja abaixo), o HoloLens projeta um mapa virtual no painel de um automóvel. Outra exibe um alerta ao motorista para que ele fique atento ao trecho com passageiros.

Head-up display com um HoloLens da Microsoft (Microsoft/Divulgação)

Vale lembrar neste sentido que a família ID dos carros da Volkswagen já conta com elementos de realidade aumentada. O ID.3, por exemplo, traz um head-up display que projeta dados no parabrisa do carro — incluindo velocidade e instruções de navegação. Desta forma, o motorista pode analisar informações sem tirar os olhos da estrada à frente.

Sem previsão de lançamento para o recurso

Ainda não há previsão de quando o HoloLens 2 estará disponível para o público consumidor — inicialmente, a Microsoft foca em usuários corporativos. Segundo a empresa americana, os primeiros beneficiados do recurso devem ser as companhias marítimas, que poderão conectar trabalhadores a especialistas mecânicos remotos para diagnosticar eventuais problemas nos óculos. Atualmente, ele custa em torno de US$ 3,5 mil (aproximadamente R$ 17.600 em conversão direta).

Após saírem notícias de que o projeto estaria em dificuldades, o HoloLens2 parece ter renascido das cinzas. No início do ano, a Microsoft teria perdido 70 funcionários do projeto, entre eles alguns que passaram a trabalhar para a Meta na iniciativa do Metaverso.

Crédito da imagem principal: Microsoft/Divulgação

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags