Se a Rádio teve sua era do ouro e momentos que marcaram história, agora é a vez dos podcasts. Segundo relatório das empresas de mídia, Interactive Advertising Bureau e PricewaterhouseCoopers, a indústria dessa modalidade de áudio deverá movimentar cerca de US$ 4 bilhões nos próximos dois anos. Para 2022, a expectativa é de US$ 2 bilhões sob forte influência das tecnologias de anúncios, que permitem um melhor direcionamento do público-alvo. 

Dinamismo no ar  

A agilidade dos podcasts é um dos diferenciais que ajudam a transmitir os conteúdos de uma maneira atrativa e com boa aceitação dos ouvintes. 

publicidade

Assim, a segmentação tanto dos assuntos quanto dos anúncios fizeram com que esse nicho de mercado crescesse vertiginosamente, mesmo diante da concorrência dos vídeos e outros meios de informação

Com a tecnologia, é possível segmentar os ouvintes com base na localização, idade e sexo. Além disso, os anunciantes contam com estatísticas para verificarem se o investimento está valendo a pena, ou seja, os dados ajudam na monetização. 

“O valor não é apenas da perspectiva do anunciante; é também da perspectiva do criador”, disse Eric John, vice-presidente do IAB Media Center.

Leia mais:

Pulitzer com ‘Suave’

Em 2021, Suave, um podcast de sete capítulos produzido pela Futuro Media e PRX de Maria Hinojosa levou o Prêmio Puliltzer em Áudios.

A saga descreve a história de três décadas na vida de um homem condenado à prisão perpétua quando jovem, derrotando concorrentes de peso, como NPR e NBC News.

A bola da vez está no microfone: podcasts crescem a cada dia e são ideais para segmentar público e anúncios, sendo um excelente nicho de mercado para as empresas de comunicação. Imagem: Shutterstock

Vida longa aos podcasts

Nos EUA, muitas rádios estão percebendo que os podcasts são bem mais vantajosos no quesito faturamento e já notam um crescimento de 37% no setor em comparação ao ano anterior.

Sendo um segmento que necessita de menos recursos para ser produzido em comparação às mídias tradicionais, os podcasts também têm a vantagem de se comportarem melhor em situações de crises financeiras. 

E o fato das pessoas poderem ouvir em momentos diferenciados e de acordo com suas rotinas faz do produto um excelente meio de conquista de novos ouvintes, tendo a fidelização como carro-chefe.

Com várias gigantes da tecnologia investindo pesado nas produções em áudio, tudo indica que os podcasts serão um serviço de streaming com vida longa e muitas histórias para contar. 

Via: The Verge

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!