O Google anunciou nesta quarta-feira (11), durante o evento para desenvolvedores I/O, uma parceria com a professor e Dr. Ellis Monk para desenvolver uma nova maneira de medir tons de pele “que será incorporada ao trabalho feito por Pesquisa de imagens, Fotos e muito mais”. O intuito é ajudar a inteligência artificial (IA) da plataforma a tornar o ambiente de busca e filtros mais inclusivos. 

Google anuncia nova escala de tons de pele para tornar pesquisas mais inclusivas. Imagem: Divulgação/Google
Google anuncia nova escala de tons de pele para tornar pesquisas mais inclusivas. Imagem: Divulgação/Google

“Nos próximos meses, desenvolveremos uma maneira padronizada de rotular o conteúdo do Imagens do Google com base na Escala de tons de pele de Monk. Criadores, marcas e editores poderão usar um esquema mais inclusivo para rotular seu conteúdo com tom de pele, cor e textura de cabelo, ajudando a garantir que a web seja tão representativa quanto nosso mundo”, disse a big tech em um trecho de um comunicado oficial.

publicidade

Leia mais!

Ainda de acordo com a apresentação do produto, a tecnologia, intitulada Escala MST (Monk Skin Tone), “é uma escala de código aberto de 10 tons projetada para ser mais inclusiva do espectro de tons de pele em nossa sociedade” e “para o Google, isso ajudará a progredir no compromisso com a equidade de imagem e melhorar a representação dos produtos” da empresa. Entenda mais aqui

Além dessa novidade, o Google também anunciou que o Google Tradutor agora reconhece 24 novas línguas e entre elas, o Guarani, usada por 7 milhões de pessoas no Brasil, Paraguai, Bolívia e Argentina – sendo essa mais uma ferramenta e esforço da companhia na causa de inclusão. O app do Google pode agora traduzir 133 línguas no total. Confira aqui a lista completa de novos idiomas do Tradutor do Google. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!