Tira-dúvidas

Sorte ou azar? Sexta-feira 13 apresenta fôlego no mercado das criptomoedas; entenda!

Por Lauro Lam, editado por André Lucena
13/05/22 20h31, atualizada em 13/05/22 21h33

Imagem: mykhailo pavlenko/Shutterstock

Após uma semana tensa, as criptomoedas fecharam esta sexta-feira (13) como se fossem um prenúncio baseado na mentalidade popular: o 13 pode ser o número da sorte ou do azar? Houve uma estabilização e o Bitcoin apresentou uma recuperação após 16 meses de baixas constantes, muito sob a influência da inflação e das taxas dos juros nos EUA. Apesar de ser um mercado volátil, houve uma alta de 4,85% na criptomoeda mais assediada do mercado, atingindo US$ 29.925. Trata-se de uma recuperação considerável frente ao valor de US$ 25.400 atingido na quinta-feira (12). 

Ether segue alta 

Além do Bitcoin, o Ether, a segunda maior criptomoeda em termos de valor de mercado, também ganhou, subindo 6,48%, para US$ 2.051 nesta sexta 13. 

A Tether, a maior stablecoin cujos desenvolvedores dizem ser lastreada em ativos em dólar, estava de volta a US$ 1, depois de cair para 95 centavos na quinta-feira (12). 

O TerraUSD, no entanto, a stablecoin que também está supostamente atrelada ao dólar, continuou a definhar, em 14 centavos, de acordo com o rastreador de dados CoinGecko. 

Leia mais:

Mercado instável 

Apesar da sinalização positiva, o mercado de criptomoedas está em uma queda meteórica, em um momento batizado pelos analistas financeiros como um verdadeiro ‘crash dos criptoativos’. 

“A criptomoeda ainda é um investimento ruim no atual cenário dos mercados financeiros mais amplos. Trata-se de uma situação infinitesimalmente pequena”, disse James Malcolm, chefe de estratégia FX do UBS.

Fôlego: entenda o que abalou as estruturas

Mesmo com todas as influências negativas, a sexta-feira 13 trouxe uma mensagem positiva: as ações relacionadas às criptomoedas subiram 16% na corretora Coinbase.  

Ufaaaaa! Cenário das criptomoedas tem um fôlego nesta sexta-feira (13), seria um prenúncio? Imagem: Robert Paternoster/Shutterstock

Mas o que derrubou o mercado das criptomoedas ao longo desta semana? Tudo pode ser entendido por um fator que também desestabiliza você que está lendo este artigo. O que? Um mercado sob alta tensão!

A máxima nos processos financeiros sob um estresse intenso fez com que houvesse uma reação em cadeia, iniciando uma saída em massa no protocolo da Anchor (mais de US$ 6 bilhões).

Com UST caindo, mais LUNA (criptomoeda) foram geradas, inflacionando o preço da mesma. Por UST não conseguir voltar na paridade de 1:1 com o dólar, este processo foi seguindo o fluxo e mais LUNA foi injetada no mercado.

A LFG entrou na jogada, a responsável pelo protocolo blockchain Terra e a cripto Luna. Trata-se da sétima maior do mundo por valor de mercado. Mesmo a stablecoin UST, usando seu fundo de reserva, vendendo quase US$ 2 bilhões em BTC e UST no mercado, a empreitada audaciosa não foi o suficiente. Resultado? UST continuou abaixo de US$ 1 e a LUNA registrou uma queda histórica. O mercado ficou mais caótico. Que a sexta-feira 13 seja um merecido fôlego nesse cenário ensandecido dos ativos digitais! E que venha a próxima semana!

Via: Reuters

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags