Um dos setores que mais cresce no mercado de trabalho é o de impressão digital. Banners, fachadas em ACM, letras caixa, impressões em 3D, iluminação Led nas fachadas e muitas, mas muitas impressões. Mas longe das lonas, papéis fotográficos, canvas, existe algo mais do que necessário: a tinta. E você, sabe como ela é produzida? É o que vamos mostrar agora! 

Descubra como a tinta é produzida 

Comprar um quadro de Pablo Picasso pode estar distante das suas possibilidades, mas você pode imprimir uma réplica em uma empresa de impressão digital. E como a tinta chega às engrenagens da Roland (máquina de impressão digital). 

publicidade

Por meio de um processo químico que reúne resinas, pigmentos, diluentes e aditivos. Onde? Em várias multinacionais existentes no Brasil, como a Basf, que produz as tintas da marca Suvinil. 

E como tudo é formado? As resinas são responsáveis pela formação da película protetora, que deixa a tinta brilhante e fixada nas paredes e objetos depois da seca.  

Os pigmentos são como areias coloridas que dão cor e textura. Já os diluentes, também chamados solventes, deixam a tinta líquida para que não endureçam ao longo do tempo. 

pablo picasso tinta
As tintas que estiveram ao lado de grandes artistas da humanidade continuam presentes e sempre serão parceiras das inúmeras formas de arte. Imagem: Shutterstock

Leia mais:

Aditivos, sempre presentes!

Para que o seu quadro réplica fique tão original quanto aos dedos de um Pablo Picasso, são utilizados aditivos, que servem para melhorar a aparência da tinta. 

Os mais comuns são: secantes, antiespumantes, bactericidas e fungicidas. Tudo isso deixa a tinta mais especial e cara, como no caso daquelas que secam mais rápido. 

Funções específicas

Você pode pensar que as tintas foram feitas para o mesmo fim, mas está amplamente enganado. Elas têm funções diferenciadas: tem para pintar paredes, dar aquele retoque na madeira, o trato no automóvel, a pincelada no quadro e até mesmo o grand finale em uma tela, seja de Picasso ou Van Gogh. 

E olhe….As tintas são pré-históricas, oriundas de um tempo em que as formigas dominavam por aqui. E como as tintas eram produzidas a milhares de anos atrás? Por meio da mistura da terra com sebo (espécie de gordura) ou resina vegetal. 

Essas junções foram utilizadas para os primeiros desenhos e pinturas registrados em cavernas. Há quanto tempo? Pelo menos 40 mil anos atrás. 

Mesmo que o modo de produzir a tinta tenha evoluído imensamente de lá para cá, uma afirmação não sai de moda: a tinta continua presente no dia a dia da humanidade! 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!