Colunistas

NFT é a melhor opção para investir no metaverso e criar comunidades

Por Tulio Borgias, editado por André Lucena
16/06/22 16h28
Pilha de moedas com a sigla NFT

Imagem: Pop Villains/Shutterstock

O fundador da Microsoft, Bill Gates, disse nesta quarta-feira (15), em evento organizado pelo site Tech Crunch, que os NFTs são “100% baseados na teoria do ‘mais tolo’”, considerando-os como algo supervalorizado, que não vale o preço pago. No entanto, há  pessoas que, como eu, discordam dessa opinião sobre esse mercado, que apesar do ceticismo de alguns segue em crescimento.

No entanto, eu, como entusiasta do NFT, tanto que estou lançando a minha própria coleção, acredito que esse mercado segue relevante por razões que vão para além do financeiro. Quando você compra um NFT, como o do Bored Ape Yatch Club, você não está comprando apenas a arte e/ou partilhando lucros em criptomoedas, mas está adquirindo um passe VIP para eventos, networking e afins. É a exclusividade e o acesso que acabam valendo, nesse caso, mais do que o produto em si.

Leia mais:

Apesar das declarações de Bill Gates e da queda no volume de vendas vista nas últimas semanas, que levou alguns investidores e parte da mídia a acreditar que a indústria de tokens não fungíveis seria apenas uma moda passageira, a venda de NFTs continua em alta, segundo painel da DuneAnalytics, tendo as cinco principais coleções deste segmento atingido mais de US$ 1 bilhão em vendas primárias e secundárias.

As vendas de tokens não fungíveis na rede Ethereum, por exemplo, aumentaram quase 63% nos últimos 15 dias. Embora algumas subseções do mercado de arte e jogos estejam passando por uma desaceleração substancial, de mais de 80% em alguns casos, coleções como Bored Ape Yacht Club, Mutant Ape Yacht Club, Azuki, CloneX, Doodles e Moonbirds ainda estão em alta. É preciso entender que enquanto algumas coleções e nichos de mercado NFT estão em baixa, outras estão mais valorizadas do que nunca, analogamente ao que acontece no mercado de ações, onde umas perdem valor e outras se valorizam

Comunidades NFT no metaverso

NFTs são a melhor ferramenta para criação de comunidade e monetização dentro do metaverso. Uma forma de usar NFTs para criação de comunidade dentro do metaverso, é dar um NFT para os seguidores mais fiéis da sua rede social. Em contrapartida quem tem esse NFT pode participar de um grupo fechado ou participar de eventos exclusivos.”

Celebridades como Snoop Dogg, Justin Bieber, Paris Hilton, Jimmy Fallon e tantos outros já estão no metaverso e usam suas redes sociais e exposição na mídia, em programas de TV e imprensa em geral, para promover suas coleções ou mostrar os NFTs adquiridos, alimentando cada vez mais o hype por essa nova tecnologia e forma de distribuir conteúdo. “As celebridades já enxergaram que, melhor do que criar um avatar no metaverso, que custa muito dinheiro e é difícil de monetizar, os NFTs são fáceis de monetizar e funcionam para criar comunidade e networking dentro e fora do metaverso.

*Tulio Borgias é influenciador digital, apresentador e criador de conteúdo. Residente nos Açores, região autónoma de Portugal, acumula em sua carreira como criador de conteúdo. Indicado eu MIAW Awards da MTV e ao Meus Prêmios Nick, como revelação no digital, também é responsável pelo Canal Borgias no Youtube e pelo podcast Creators Podcast

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Tags