Medicina e Saúde

Gripe: São Paulo amplia campanha de vacinação para toda a população

23/06/22 09h52
Vacina da gripe protege contra as cepas ativas do ano

Imagem: MedstockPhotos - shutterstock

O Estado de São Paulo decidiu ampliar a campanha de vacinação contra a gripe para toda a população a partir de seis meses de idade. De acordo com informações do UOL, a medida está valendo desde quarta-feira (22). 

O início da campanha de vacinação contra gripe para o grupo prioritário ocorreu entre março e maio – como acontece tradicionalmente. Agora, segundo a Secretaria Estadual da Saúde, o restante dos imunizantes será disponibilizado também para as demais faixas etárias. 

Gripe: São Paulo amplia campanha de vacinação para toda a população. Imagem: Shutterstock

Conforme balanço divulgado pela pasta, apenas 45,1% dos grupos prioritários receberam a vacina, o que representa 7,9 milhões de pessoas. Os indígenas estão entre os que mais compareceram para receber a dose, com 100% deles vacinados. O grupo é seguido pelos idosos, com 61,7% do grupo imunizado. Ambos eram público-alvo na campanha. 

Contudo, a porcentagem de vacinação entre crianças alcançou apenas 40%, entre as gestantes o número é ainda menor: menos de 30%. De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Jean Gorinchteyn, os dados preocupam, principalmente por estarmos vivendo uma tendência e clima favorável para doenças respiratórias. 

Leia mais!

“É fundamental que os pais e responsáveis levem os filhos para vacinar, evitando casos graves e até óbitos pela doença. Estamos em um período de baixas temperaturas, quando vemos um aumento nos hospitais dos pacientes com doenças respiratórias. Por isso, é muito importante que pais e responsáveis levem os filhos para vacinar”, disse o gestor, conforme relatou a Agência Brasil

Pessoas dos grupos mencionados que ainda não se vacinaram ainda podem receber a dose de proteção contra a gripe. Vale lembrar que a chegada do inverno viabiliza a circulação de vírus respiratórios, tornando maior a probabilidade de as pessoas desenvolverem formas mais severas da doença. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Tags