O futuro veículo elétrico de pouso e decolagem vertical (eVTOL) CityAirbus NextGen, da empresa aeroespacial europeia, recebeu um toque de Fórmula 1 para sua fuselagem. A Airbus anunciou uma parceria com duas empresas que possuem vasta experiência na modalidade mais avançada do automobilismo.

A KLK Motorsport e a Modell-und Formenbaud Blasius Gerg estarão focadas na área traseira da estrutura do eVTOL, que busca obter um perfil ultraleve. Essas duas empresas já trabalharam com a Airbus no Racer, um helicóptero experimental de alta velocidade. Na época, elas forneceram uma capota de fibra de carbono otimizada para baixo calado aerodinâmico e alta visibilidade.

publicidade

Leia também:

Joerg Mueller, chefe de mobilidade aérea urbana da Airbus, aponta para a importância dos trabalhos das empresas agora, com a estrutura traseira do eVTOL interagindo diretamente com sua fuselagem central e sua asa. Inclusive com a experiência da KLK e da Modell-und em design de veículos de Fórmula 1 para o cumprimento dos “mais rigorosos padrões de segurança e confiabilidade”.

Um eVTOL Airbus com foco em leveza e silêncio

Dentre as outras empresas parceiras da Airbus no desenvolvimento do CityAirbus, há a Thales e a Diehl, trabalhando nos componentes estruturais do veículo, enquanto a AeroSystems está encarregada das asas. Já a motorização elétrica do eVTOL será uma versão personalizada do MAGiDRIVE, desenvolvido pela MAGicALL.

Apresentado como um motor sem escovas, de corrente contínua, leve e com alto torque (até 50 Nm/kg), o componente também é altamente integrado. Motor e sistema de controle do eVTOL são ajustados em uma unidade de propulsão totalmente fechada e refrigerada a ar.

Com estrutura para quatro lugares, o CityAirbus NestGen foi projetado para oferecer, além de eficiência, voos muito silenciosos em velocidades de até 120 km/h. Revelado no final do ano passado, o veículo está programado para ter seu lançamento oficial em 2023.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!