Era uma tranquila manhã do dia 30 de junho de 1908 na Sibéria. Um morador de Vanavara estava sentado numa varanda, contemplando uma bucólica paisagem siberiana, quando foi surpreendido por uma imensa bola de fogo no céu, brilhando mais intensamente que o Sol, ofuscando sua vista e aquecendo instantaneamente sua pele e tudo ao redor.

A bola de fogo explode, deixando um rastro de fumaça e formando um cogumelo incandescente acima da floresta. O céu parece estar em chamas, e as pessoas, assustadas, procuram entender o que estava ocorrendo. Não sabiam que estavam presenciando o maior evento de impacto da história recente da humanidade.

publicidade

Poucos minutos depois, um enorme estrondo e um deslocamento de ar violento tão violento que arremessa as pessoas longe. Entre elas, o senhor que estava sentado na varanda. Ele foi jogado para trás e caiu desacordado, sendo socorrido, mais tarde, por sua esposa.

Por sorte, Vanavara, que era a cidade mais próxima, estava a mais de 60 km do ponto na Floresta de Tunguska, acima de onde o asteroide, com cerca de 70 metros, teria explodido. Entretanto, mais de 2 mil km² de floresta foram completamente devastados naquele dia. O asteroide explodiu a 10 km do solo, com energia equivalente a 1000 bombas nucleares. Algo tão energético que seria capaz de destruir uma cidade do tamanho de São Paulo.

Devastação causada pelo impacto de Tunguska comparada à área da cidade de São Paulo, SP
Devastação causada pelo impacto de Tunguska comparada à área da cidade de São Paulo, SP – Imagem: Asteroid Day Brasil

Dia Internacional do Asteroide

Imaginar o que poderia acontecer se um evento como o de Tunguska ocorresse sobre uma grande cidade inspirou a criação do Asteroid Day, fundado pelo músico e astrofísico Brian May, guitarrista do Queen, pelo astronauta da Apollo 9 Rusty Schweickart, pelo cineasta Grigorij Richters e pela presidente da Fundação B612 Danica Remy.

Em 2016 o dia 30 de junho foi definido pela ONU como Dia Internacional do Asteroide, um dia para conscientização do público sobre os asteroides, seu papel na formação do nosso sistema solar e a importância de defender nosso planeta de futuros impactos. Hoje, o Asteroid Day é considerado um dos maiores movimentos globais da atualidade.

O Dia do Asteroide é celebrado em todo o mundo com eventos educativos voltados para a população em geral. O objetivo principal é a conscientização sobre os reais riscos que o impacto de um asteroide podem trazer para o nosso planeta e, também, discutir ações que poderiam ser tomadas para evitar um impacto catastrófico ou, ao menos, minimizar seus danos.

Leia mais:

Mesmo em tempos de guerra, o movimento continua

Este ano, já foram registrados mais de 150 eventos em todo o mundo e entre eles, um chamou a atenção. O evento “Asteroid Day with Kharkiv Asteroid Team” será realizado de forma online a partir de Kharkiv, na Ucrânia. Será o único evento do Asteroid Day no país destruído pela guerra.

Na descrição da atividade, o grupo informa que decidiu não interromper a tradição de palestras científicas do Dia do Asteroide. “Mesmo durante a guerra, continuamos a aprender, ensinar e explorar o Universo”, completam os organizadores do evento.

Evento do Asteroid Day em Kharkiv, na Ucrânia
Evento do Asteroid Day em Kharkiv, na Ucrânia – Reprodução: asteroidday.org

Dia do Asteroide no Brasil

No Brasil, o Dia do Asteroide foi abraçado pela comunidade astronômica e hoje faz parte do calendário anual de um grande número de clubes e associações astronômicas do país.

Isso colocou o Brasil na liderança mundial de atividades do Dia do Asteroide, condição que vem sendo mantida desde 2017 e neste ano, não é diferente. Em 2022, o país concentra quase um terço das atividades realizadas em todo o mundo, com 49 eventos registrados até o momento.

Eventos do Dia do Asteroide registrados em todo o mundo
Eventos do Dia do Asteroide registrados em todo o mundo – Reprodução: asteroidday.org

Como participar

E se você deseja participar de alguma das atividades programadas para o Dia do Asteroide no Brasil, vamos listar aqui algumas oportunidades entre eventos online e presenciais, abertos ao público:

  • Dia do Asteroide no Instituto Federal de Santa Catarina – Campus Florianópolis, SC. Serão apresentadas diversas palestras sobre asteroides a partir das 17:40 do dia 30 (quinta-feira).
  • Olhe Para Cima! Desafios da Comunicação Sobre Defesa Planetária. Será um evento híbrido realizado presencialmente no Centro de Convenções da UNICAMP, em Campinas, SP, e com transmissão pelo YouTube, a partir das 9h da manhã, nos dias 29 (quarta) e 30 (quinta)
  • Oficinas para Educadores / Inauguração da Câmera BRAMON da Unicamp no Museu Exploratório de Ciências da UNICAMP em Campinas, SP, a partir das 14h do dia 30 (quinta)
  • Sessões do Planetário / Oficina: “Filmes e Asteroides: Perdendo o Medo de Olhar Para Cima” / Oficina de Lançamento de Foguetes / Observação dos Astros no Planetário de Campinas. Evento presencial a partir das 9h da manhã do dia 3 de julho (domingo)
  • Asteroid Day no Observatório Astronômico Estrela do Sul em Sarandi, PR. Serão realizadas observações com telescópios e a olho nu a partir das 16h do dia 02 de julho (sábado)
  • Asteroid Day Glitter Edition, na Câmara Municipal de Goiânia, GO. O evento contará com uma exposição com mais de 50 amostras de meteoritos. A partir das 9h do dia 30 (quinta)
  • Asteroid Day no 4° Seminário de Conhecimentos Astronômicos no Planetário e Casa da Ciência de Arapiraca, AL. O Seminário será realizado na forma de palestra com temas diversos em Astronomia, a partir das 13h do dia 2 de julho (sábado)
  • Asteroid Day na Seara da Ciência em Fortaleza, CE. O evento contará com palestras, exposição de meteoritos e observação astronômica. A partir das 14h do dia 30 (quinta)
  • Asteroid Day 2022 no Centro de Estudos Astronômicos de Ângulo, PR. O evento contará com visitas guiadas ao centro de estudos, com explanações sobre o Asteroid Day e observações públicas do Sol com equipamentos apropriados. A partir das 7h30 do dia 30 (quinta)
  • Asteroid Day do Centro de Estudos Astronômicos de Alagoas. Será uma atividade online com palestras sobre os eventos de Tunguska e Chelyabinsk transmitida no Canal do Youtube do CEAAL a partir das 21h do dia 30 (quinta)

Além desses, vale a pena conferir no site asteroidday.org se há algum evento próximo a você. Além de uma boa forma de entretenimento, o Dia do Asteroide é uma excelente oportunidade para aprendermos mais sobre esses objetos e ajudarmos, de alguma forma, a garantir que a Terra continuará sendo esse planeta lindo e maravilhoso para nós e para nossas futuras gerações.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!