Tira-dúvidas

O que são os sistemas de transmissão NTSC e PAL-M?

30/06/22 11h44, atualizada em 30/06/22 12h04
TV antiga em uma mesa de madeira.

Imagem: KsanderDN/Shutterstock

Já imaginou como funcionam as tecnologias por trás das transmissões de TV? Para o processo funcionar corretamente, existem sistemas e padrões que devem ser seguidos, como o NTSC e o PAL (ou PAL-M no caso do Brasil).

Entenda melhor como cada um deles funciona e quais são as principais diferenças abaixo.

Veja também:

O que é e como surgiu o NTSC?

O NTSC, ou ‘National Television System(s) Committee’ (Comitê Nacional do(s) Sistema(s) de Televisão, em português), é um sistema criado nos EUA em 1941. Ele é utilizado na maior parte dos países do continente americano (o Brasil, como veremos a seguir, é uma exceção).

Foi um sistema desenvolvido para países que usam corrente alternada de 60 ciclos por segundo (ou 60 Hertz) — em países com corrente de 50 Hertz, foi preciso criar outro sistema compatível, o PAL.

Dentre as características do NTSC, está a capacidade de reproduzir mais de 16 milhões de cores nos televisores. Entre 1962 e 1963, inclusive, era possível receber o sinal de programas no Brasil pelo sistema NTSC. Entretanto, o custo da importação de TVs era proibitivo devido às leis protecionistas da época. Foi somente no início da década de 1970 que o Brasil adotou o PAL-M.

E o PAL-M?

O PAL-M é o sistema de televisão analógico utilizado pelo Brasil desde a sua primeira transmissão oficial — a Festa da Uva em Caxias do Sul, Rio Grande do Sul, em fevereiro de 1972.

O padrão surgiu como uma solução na época da adoção da imagem em cores, para que as transmissões coloridas pudessem ser recebidas também por aparelhos em preto-e-branco sem a necessidade de adaptadores.

Funciona como um híbrido do sistema norte-americano (de resolução de tela) e europeu (de codificação de sinais de cor). Desde sua criação, durante a ditadura militar, até hoje, é adotado apenas no Brasil.

Sendo assim, alguns vão lembrar que os consoles e aparelhos de DVD produzidos para outro mercado, por exemplo, precisavam de adaptadores como o da imagem abaixo para funcionar por aqui. 

Produtos produzidos para outros mercados precisavam de adaptadores para funcionar no Brasil. Imagem: Stas Knop/Shutterstock

Por fim, vale mencionar o sistema PAL (Phase Alternating Line), criado em 1963 e amplamente difundido na Europa. Seu criador foi o projetista e engenheiro alemão Walter Brunch. Uma das suas características é a qualidade de resolução superior nas imagens se comparado ao NTSC.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Tags