O Twitter entrou com um processo contra o governo da Índia para contestar algumas ordens de retirada de publicações da plataforma. Segundo o portal TechCrunch, a rede social afirmou que o governo abusou de seu poder ao ordenar a exclusão de diversos tweets.  

Entre as publicações e perfis que constavam na lista para exclusão, muitos denunciavam algumas políticas do governo indiano e criticavam o primeiro-ministro Narendra Modi.  

publicidade

Leia também!

A plataforma atendeu parcialmente os pedidos, já que com a novas regras da Índia, o Twitter possui poucos recursos para contestar individualmente os pedidos de remoção feitos pelo governo.  

A tensão entre o Twitter e o governo da Índia é antiga. A rede social resistiu a novas leis do país, entre elas, a que obriga as plataformas a identificarem usuários em casos de mensagens específicas. 

Em outro momento, a polícia de Deli, capital do país, esteve em alguns escritórios da rede social fechados por conta da pandemia da Covid-19. Inicialmente, o caso era dado como uma invasão, mas depois foi dito que os agentes foram levar um aviso à empresa. 

Celular mostrando o logo do Twitter com uma bandeira da Índia ao fundo
Imagem: Suvetha Sukumar/Shutterstock

O documento direcionado para o diretor-geral do Twitter na Índia falava sobre uma investigação em andamento no país após a rede social classificar postagens de líderes do governo e do partido governista BJP como conteúdo de origem duvidosa. 

Na ocasião, o Twitter relatou que o ato sugere uma forma de intimidação e afirmou estar preocupado com “a potencial ameaça à liberdade de expressão sobre os usuários.” 

Via: TechCrunch

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!