A série da Netflix que apresentará a vida do piloto da Fórmula 1 Ayrton Senna, acaba de ganhar seu diretor, o brasileiro Vicente Amorim.

Descrita como a maior e mais ambiciosa série da Netflix já feita na América Latina, “Senna” será comandada pelo experiente diretor de cinema e TV Vicente Amorim, que tem créditos em produções internacionais como “Um Homem Bom” com Viggo Mortensen e “A Princesa da Yakuza”, com a cantora japonesa-americana Masumi e Jonathan Rhys Meyers.

publicidade

“Senna” será produzida pela Netflix por meio da Gullane, em parceria com a família de Ayrton Senna e terá oito episódios, que vão explorar “a intimidade do homem que se tornou um herói nacional e conquistou o mundo.”

Amorim tem uma proximidade com a história de Ayrton Senna que se reflete no sentimento de boa parte dos brasileiros pelo piloto. “Já tive muitos ídolos no esporte, mas apenas um herói, Senna. Eu assisti suas corridas, torci por ele, me inspirei nele e chorei no dia em que ele morreu”, afirmou o diretor.

O Brasil é um dos maiores mercados da Netflix, mas a tendência é que a produção seja também assistida em massa em mercados internacionais. E o motivo de a Netflix e o diretor Vicente Amorim terem essa expectativa é o sucesso que Senna fez em todo o mundo, sendo considerado em uma enquete da revista Autosports com pilotos e ex-pilotos de Fórmula 1 como “o maior piloto de Fórmula 1 que já viveu”.

“Senna era um herói internacional e através da Netflix uma série sobre ele terá alcance global – será uma série internacional, produzida e dirigida por brasileiros, que emocionará a torcida local e contará a fantástica história de Senna para novos públicos e antigos fãs em todo o mundo o mundo”, disse Amorim.

Vicente Amorim é filho do diplomata Celso Amorim, viveu em diversos países do mundo, e fala português, inglês, espanhol e francês. Ele se destacou no cinema ao dirigir “O Caminho das Nuvens”, de 2003 com Wagner Moura e Cláudia Abreu, “Corações Sujos” de 2011, baseado no livro de mesmo nome de Fernando Morais, e “Um Homem Bom”, drama com Viggo Mortensen, que se destacou em 2008 no cenário internacional.

Leia mais:

“Ação e emoção definiram quem era Senna e o que essa série será. Vamos colocar o público no banco do motorista, com Senna, em cada um dos carros que ele dirigiu e tentar revelar sua genialidade e, ao mesmo tempo, tentar entender o homem, abrir uma janela para sua vida pessoal, seus desafios e sua carreira incrivelmente vitoriosa em um esporte manipulado contra não-europeus”, concluiu Amorim.

“Senna” ainda não teve sua previsão de estreia divulgada pela Netflix.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!