No dia 1° de outubro deste ano, o Facebook vai encerrar o recurso de compras ao vivo. Como anunciado em um post blog, o aplicativo está focado agora nos conteúdos em Reels e, por isso, decidiu acabar com a outra função.

A empresa disse que após a data anunciada, os usuários não poderão mais organizar eventos de compras em live, seja de um novo evento ou de algum que já esteja programado na plataforma.

publicidade

O Facebook enfatiza que o usuário ainda vai poder usar a função de live do aplicativo para transmitir eventos ao vivo, porém, não poderão criar listas de reprodução com produtos ou, até mesmo, marcar produtos nos vídeos.

Leia mais:

As compras realizadas por meio dos vídeos de Livestream, tornaram-se disponíveis ao público há dois anos na plataforma, logo depois de diversos testes pequenos e testes beta em 2018. Essa função foi projetada para oferecer aos criadores de conteúdo uma forma mais interativa de vender produtos, de se aproximar dos seguidores e ganhar clientes.

Contudo, em um pronunciamento, o Facebook afirmou estar focado em vídeos no formato do Reels do Instagram.

facebook
Imagem: Shutterstock

“Como o comportamento de visualização do público está mudando para os vídeos mais curtos, nós também precisamos mudar, focando no Reels tanto no Facebook quanto no Instagram”. No post, ainda diziam: “Você também pode etiquetar produtos nos Reels no Instagram para permitir uma descoberta e consideração mais profunda. Se estiver em uma loja com checkout e quiser marcar eventos de compras ao vivo no Instagram, é possível fazer essa configuração no aplicativo”, anunciou a rede social.

Além dessa ferramenta, o Facebook tinha lançado o “Live Shopping Fridays” no ano passado, com o intuito de incentivar as maiores marcas a experimentarem as compras ao vivo, assim como o público. O programa apresentava algumas marcas como  Clinique, Abercrombie e Fitch, Bobbi Brown e Sephora.

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!