A área da saúde é um dos setores que mais tem sofrido com ataques cibernéticos e tentativas de golpes. A pesquisa Check Point Research (CPR) do início de 2022 indica que esse segmento foi o segundo que mais sofreu com ataques. De 2020 a 2021 instituições de saúde e suas plataformas tiveram aumento de 64% dos ataques no Brasil. 

Segundo a Agência Nacional de Saúde (ANS), foram gastos R$ 160 bilhões com sinistros em 2021, desse valor cerca de R$ 20 bilhões estavam envolvidos com algum tipo de fraude em reembolsos.

publicidade

Diante desse cenário, a Neurotech, empresa especialista na criação de soluções avançadas de Inteligência Artificial (IA), Machine Learning e Big Data desenvolveu soluções para combater possíveis ataques e golpes em diversos segmentos, incluindo a saúde. De acordo com a empresa, sua tecnologia pode aumentar em até 230% as detecções de fraudes.

Leia mais:

machine learning
Tecnologias como Deep Learning e Optical Charater Recognition são aliados na detectão de fraudes. Imagem: Phonlamai Photo/ Shutterstock

As soluções digitais na área da saúde tiveram um crescimento acelerado por causa da pandemia. Rodrigo Cunha, diretor de Novos Negócios da Neurotech, relata que “Antes mesmo do início da pandemia de Covid-19, em 2020, o setor avançava digitalmente, principalmente com o advento da telemedicina”.

Rodrigo também ressalta que essas soluções trouxeram mudanças nas situações de reembolso ao consumidor em seguradoras, clínicas e hospitais que tiveram mudanças na demanda dos atendimentos e procedimentos médicos.“O que antes exigia uma gama de burocracias e documentações, hoje, pode ser realizado de forma online e ser acompanhado em tempo real”, diz.

Golpes e fraudes em situações de reembolso são realizadas de diversas formas como cópias de pedidos, adulteração de data, aumento do valor do recibo, emissão de dois ou mais recibos, e etc. Para detectar essas maneiras de fraude, soluções como Deep Learning auxilia no reconhecimento de padrões e detectar modificações em imagens em recibos, notas fiscais ou adulterações em documentos.

Outra tecnologia usada no combate às fraudes é o OCR (Optical Character Recognition), capaz de extrair informações de formulários, notas fiscais e recibos, que foram digitalizados por pacientes. A tecnologia escaneia essas informações e transforma em texto.

Imagem: NicoElNino/ Shutterstock

Fonte: Neurotech

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!