Pro

SoundCloud demite cerca de 20% dos funcionários

05/08/22 16h31

A empresa de streaming de música SoundCloud reduziu em cerca de 20% os funcionários globais da empresa. Os colaboradores foram informados da demissão na última quarta-feira (3) por e-mail, enviado pelo CEO da companhia, Michael Weissman. 

As informações vem de reportagem da Billboard, que teve acesso a um memorando dos funcionários. De acordo com o comunicado, o CEO confirmou que o motivo das demissões em massa é por causa do “ambiente econômico e financeiro desafiador”. “Já começamos a tomar decisões financeiras prudentes em toda a empresa e isso agora se estende a uma redução em nossa equipe”, disse o CEO.

Leia mais:

“Fazer mudanças que afetam as pessoas é incrivelmente difícil. Mas é necessário, dado o clima econômico desafiador e os ventos contrários do mercado financeiro”, escreveu Weissman. Em 2017, a plataforma de streamings já tinha demitido cerca de 40% dos funcionários.

No final do comunicado de demissão aos funcionários, Weissman acrescentou que “continuará focado em nossa missão de liderar o que vem a seguir na música”, acrescentando que “a transformação da empresa que iniciamos no ano passado impulsiona tudo o que fazemos e continuará sendo nossa força motriz”.

Big Techs buscam reduzir custo com funcionários

Além da SoundCloudm diversas companhias de tecnologia tomaram decisões semelhantes ao demitir parte dos funcionários. Recentemente, no Olhar Digital noticiamos diversas empresas que demitiram parte dos seus funcionários como Tesla, OpenSea e Meta (que orientou os gerentes a demitir funcionários com baixo desempenho).

Outra medida para contenção de gastos das gigantes de tecnologia foi o congelamento de vagas de emprego.  Google, Twitter, Apple, Spotify e Meta anunciaram que vão desacelerar a contratação de funcionários.

Imagem: Primakov / Shutterstock.com

Com informações de Billboard e The Verge

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Tags