Nos últimos anos, a indústria dos games vem cada vez mais se reinventando e uma das evidências está nas evoluções dos serviços de assinatura como o Xbox Game Pass e o PlayStation Plus, influenciados por serviços de streaming dos filmes e programas de TV.

Contudo, na indústria dos filmes e TV, temos um exemplo que não está exibindo bons sinais de vida nas últimas semanas: o HBO Max. Após as definições da fusão da Warner com a Discovery, muitos se questionam qual vai ser o futuro da plataforma. Poderiam o Game Pass e o PS Plus sofrerem no futuro dos mesmos problemas que o serviço de streaming da HBO sofre atualmente?

publicidade
Imagem: Reprodução/Sony/Microsoft
Imagem: Reprodução/Sony/Microsoft

A fusão Warner/Discovery gerou mudanças drásticas no planejamento do HBO Max, causando cancelamentos de produções praticamente prontas, como o especial de natal do Scooby-Doo e Batgirl. O comportamento favorável ao assinante vem sendo alterado para um pensamento pró-lucro e no corte de custos, algo que a Netflix também vem enfrentando, apesar de ser a plataforma de streaming mais famosa do mundo até o momento.

O Game Pass é um recurso “all-in” da Microsoft para a construção de um público fidelizado ao Xbox. A tentativa deu certo até agora, tanto que as modificações do PS Plus surgiram em resposta ao serviço, apesar de trazer opções mais conservadoras. Por outro lado, ambos os serviços de assinatura são boas opções para os fãs de videogame, mas a questão é saber se eles possuem uma estrutura firme o suficiente para se manterem financeiramente sustentável pelos próximos anos, visto o panorama atual da indústria do streaming.

publicidade

Além disso, é válido ressaltar a queda do lucro da indústria dos jogos em 2022, após alguns anos de grande rentabilidade. Os custos vão, com isso, se tornando crescentes e não seria surpresa se o Game Pass e o PS Plus passassem por processos de “recolhimento” nos recursos disponibilizados aos seus assinantes.

Leia mais:

publicidade

Apesar disso, há tempo suficiente para a Microsoft e a Sony analisarem o mercado e observarem os erros que a Netflix e o HBO Max cometeram ao longo dos últimos anos, aprendendo com os problemas executados. Até agora, o estágio está em sinal de alerta, mas para a indústria dos jogos, é preciso ficar cada vez mais atento aos próximos passos.

Texto original no CBR.

publicidade

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!