O YouTube pode lançar um novo serviço para que usuários possam assinar serviços de streaming dentro da plataforma. Isto é o que sugerem fontes familiarizadas ao assunto em depoimento ao jornal Wall Street Journal.

De acordo com as fontes, o plano da empresa é de um recurso que serviria como uma “loja de canais”, semelhante ao que faz a Amazon Prime Channels no Brasil, que disponibiliza assinatura de outras plataformas como Premiere, Paramount, StarzPlay e etc. 

publicidade

Leia mais:

As informações estão de acordo com o que foi sinalizado pelo The Information no início de 2020. “Acho que o conteúdo é distribuído em um pacote, ou onde ao longo do tempo exploramos outras maneiras de distribuí-lo. Acho que o YouTube pode ser um grande parceiro”, disse Christian Oestlien, vice-presidente de gerenciamento de produtos do YouTube, ao The Verge. 

publicidade

“Nós nunca olhamos para o mundo como essas escolhas binárias entre nós e os serviços de parceiros. Achamos que todos nós podemos coexistir de uma maneira realmente saudável”, acrescentou Christian Oestilien.

Criador de conteúdo acessando o YouTube pelo celular.
A plataforma pode ser lançada entre setembro e novembro. Imagem: Sutipond Somnam/Shutterstock

As fontes anônimas sugerem que o lançamento do recurso pode acontecer em breve, no outono dos EUA, ou seja entre setembro e novembro. 

publicidade

De certa forma o YouTube TV – disponível nos EUA por US$64,99 – já tem essa funcionalidade ativa, sendo que é possível assinar HBO Max, Starz, Showtime, canais de notícias e etc, através da plataforma. Também é possível alugar filmes, séries e vídeos pagos.

O serviço pode ser muito rentável ao YouTube. De acordo com o Journal, a HBO Max obteve 4,5 milhões de assinantes através do Amazon Channels.

publicidade

Imagem de destaque: Chubo – my masterpiece/Shutterstock.com

Com informações de The Wall Street Journal, The Verge e PC Mag