Aparentemente, a Rússia não estava de brincadeira quando propôs criar sua própria estação espacial. A Roscosmos, agência espacial do país, divulgou na última segunda-feira (15) o modelo físico de como será a construção da Ross, apelido da estação. Para alguns membros do Kremlin essa empreitada tem um grande valor simbólico: a ruptura do país com o Ocidente.

A agência espacial russa comunicou que a nova estação será lançada em duas etapas. A primeira etapa será a construção de quatro módulos da estação, em seguida, a segunda etapa contará com mais dois módulos e uma plataforma de serviço. De acordo com o chefe da Roscomos, Yuri Borisov, essa estrutura será suficiente para acomodar todo o material necessário e quatro cosmonautas.

publicidade

Leia mais:

De acordo com os veículos de comunicação da Rússia, o lançamento da primeira etapa do projeto está previsto para acontecer entre os anos de 2025 e 2030; já o lançamento da segunda etapa está previsto para ocorrer entre 2030 e 2035.

Borisov, durante a exposição militar-industrial “Exécito-2022”, reforçou que a Rússia realmente deixará a Estação Espacial Internacional (ISS) após 2024, mas não deu uma data específica. O fato é que a decisão veio após um aumento da tensão entre o país e os EUA por conta da guerra da Ucrânica.

Entretanto, a NASA ainda não recebeu nenhuma confirmação oficial da retirada do país, pelo contrário, as últimas tratativas dão conta que a Roscosmos continuaria na ISS até 2028. A NASA, no entanto, gostaria de manter os russos por perto até 2030, data em que a estação deve ser desativada.

Via: Reuters

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!