Robert Kyncl, atual principal executivo de negócios do YouTube, deixará seu cargo na empresa. Robert foi quem ajudou o YouTube a crescer e a se transformar na grande plataforma de vídeo que é hoje em dia.

Atualmente, o YouTube está passando por um processo de tentativa de crescimento, devido ao crescimento do TikTok e da preferência dos jovens pela outra rede social.

Leia mais:

De acordo com um memorando divulgado nesta segunda-feira (29) pela presidente-executiva do YouTube, Susan Wojcicki, Robert já estava na empresa há mais de uma década.

publicidade

“Sob sua liderança, o YouTube criou novos relacionamentos e parcerias em música, mídia tradicional e tecnologia e nosso ecossistema de criadores – sem ele, o termo ‘YouTuber’ não seria um termo popular. Devemos muito do nosso crescimento e impacto à liderança de Robert, e quero comemorar sua incrível contribuição para o YouTube”, escreveu Wojcicki no memorando. 

Robert confirmou sua saída no Twitter, informando que “decidiu passar para o próximo desafio”. Ainda de acordo com o memorando, Mary Ellen Coe, ex-executiva de vendas de publicidade do Google, ficará no lugar de Kyncl em outubro.

É importante ressaltar que essa mudança de funcionário está acontecendo no mesmo tempo que o próprio YouTube está passando por uma desaceleração no crescimento de sua receita e uma concorrência crescente de serviços de vídeos curtos, como o TikTok.

As vendas em relação a publicidade do YouTube cresceram em 4,8% para 7,3 bilhões de dólares no segundo trimestre de 2022. Esses números provam que o crescimento está cada vez mais devagar comparando com o primeiro trimestre.

No começo deste ano, as receitas aumentaram mais de 14% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo Ruth Porat, diretora financeira da Alphabet Inc., controladora do Google, os resultados mostram que a desaceleração espelha principalmente uma retração nos gastos de alguns anunciantes.

youtube
Crédito: Jalewa

Enquanto Robert Kyncl estava no cargo de executivo de negócios, o YouTube obteve um crescimento bastante significativo e acabou se tornando uma grande referência em publicidade, o que se tornou cada vez mais importante para os resultados de sua controladora.

Além disso, recentemente o YouTube investiu um grande valor na ferramenta chamada ‘Shorts’, que em junho atingiu mais de 1,5 bilhão de espectadores mensais. 

E segundo o The Wall Street Journal, a plataforma também está desenvolvendo uma loja online para serviços de streaming de vídeo que podem estar disponíveis até o fim do ano.

Robert Kyncl supervisionou um projeto para criar programação original no YouTube, um esforço que colocaria a empresa diretamente em concorrência com serviços de streaming como Netflix. O YouTube começou a encerrar a divisão em janeiro deste ano, depois que alguns de seus programas lutaram para encontrar um público.

Susan Wojcicki ainda relatou que Kyncl continuará na empresa até 2023 para “garantir uma transição suave de liderança e concluir projetos importantes em parcerias de música e produtos”. 

Via: The Wall Street Journal

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!