Uma empresa líder em energia solar na China, e considerada uma das maiores do ramo em todo o mundo, revelou que vai enviar painéis solares para o espaço em um esforço para estabelecer uma operação constante de coleta de energia da nossa estrela e transmissão para a Terra.

A proposta da Longi Green Energy Technology Company, empresa com sede na China, está ganhando interesse por causa de sua perspectiva de aproveitar a energia solar por 24 horas, e não apenas durante o dia. Imagem: Juergen Faelchle – Shutterstock

Como relata o site Bloomberg, a proposta da Longi Green Energy Technology Company, com sede em Xi’an, está ganhando interesse por causa de sua perspectiva de aproveitar a energia solar por 24 horas, e não apenas durante o dia. 

publicidade

Vale ressaltar, no entanto, que a iniciativa da Longi está longe de ser a primeira a explorar a possibilidade de painéis solares espaciais. Segundo a publicação, o Instituto de Tecnologia da Califórnia (CalTech) obteve financiamento para estudar painéis solares espaciais em 2013. Além disso, Índia, Japão e Rússia também estão trabalhando em esforços semelhantes.

Leia mais:

publicidade

A própria China também abriga o que, supostamente, deve ser primeiro modelo de transmissão de painéis solares espaciais bem sucedido: pesquisadores da Universidade Xidian capturaram a luz solar acima do solo, a converteram em feixes de micro-ondas e a entregaram a uma estação de recepção no chão que transformou a energia em eletricidade.

De acordo com a Longi, seu novo laboratório também considera planos para satélites de monitoramento de energia e verificação ambiental do espaço.

publicidade

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!