A imagem de astronautas amontoados em corredores estreitos cheios de tubos usando roupas desconfortáveis  pode estar mudando. As “suítes” da estação espacial privada Starlab vão ser projetadas pela rede de hotéis Hilton, uma das maiores do mundo.

“Hilton trará a renomada experiência e experiência em hospitalidade da empresa para apoiar o projeto e desenvolvimento de suítes de tripulação a bordo do Starlab, ajudando a reimaginar a experiência humana no espaço, tornando estadias prolongadas mais confortáveis”, diz o comunicado.

publicidade

A Starlab faz parte do conjunto de estações espaciais privadas que a NASA pretende colocar no espaço na próxima década para substituir a Estação Espacial Internacional (ISS), que deve ter suas operações finalizadas em 2030.

Conheça a estação espacial Starlab

O projeto da Starlab reúne as  empresas norte-americanas Nanoracks, Voyager Space e Lockheed Martin. A previsão é que as operações da estação espacial comecem em 2027.

publicidade

Segundo as empresas, a Starlab está sendo desenvolvida para fomentar o crescimento da economia espacial, e atender à demanda reprimida por serviços relacionados ao espaço como em áreas como pesquisa de materiais ou crescimento e estudo de plantas em microgravidade. 

Leia mais:

publicidade

Os elementos básicos da estação espacial Starlab incluem um grande habitat inflável, projetado e construído pela Lockheed Martin, um nó de atracação metálico, um módulo de energia e propulsão, um grande braço robótico para movimentação de cargas úteis e um laboratório “estado da arte” que contará com todos os recursos necessários para conduzir pesquisas, ciência e manufatura. 

A estação será levada ao espaço completa, com um único lançamento, e terá um volume interno de 340 metros cúbicos, capaz de sustentar a presença contínua de 4 astronautas. Painéis solares fornecerão 60 kW de energia. Para comparação, a Estação Espacial Internacional (ISS) tem volume interno de 960 m3, equivalente a um Boeing 747.

publicidade

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!