Na última segunda-feira (28), o CEO do Twitter, Elon Musk, alegou que a Apple estaria “planejando reter a plataforma da App Store” e chegou a postar uma imagem sugerindo que entraria em guerra contra a empresa do iPhone – antes de excluir o tuíte. No entanto, ao que parece, tudo não passou de um “mal-entendido”.

Pelo menos é o que Musk afirmou em um tuíte nesta quinta-feira (30). Em uma postagem pela plataforma, o empresário revela que conversou com Tim Cook, CEO da Apple, e indicou que a gigante tech nunca pensou em reter a rede social do passarinho azul da App Store.

publicidade

Leia também!

“Obrigado @tim_cook por me levar ao belo campus da Apple”, disse Musk, ao postar um vídeo do local. Algumas horas depois, o empresário comentou sobre o encontro com Cook e revelou mais detalhes aos usuários.

publicidade

“Foi uma boa conversa. Entre outras coisas, resolvemos o mal-entendido sobre a possível remoção do Twitter da App Store. Tim deixou claro que Apple nunca pensou em fazer isso”, afirmou Musk.

Depois disso, alguns usuários se questionaram sobre “as outras coisas” que surgiram na conversa, algo que Musk não deixou claro. Algumas pessoas perguntaram sobre o “imposto da Apple”, já que essa foi uma das reclamações do CEO do Twitter nas críticas que fez à gigante do iPhone.

publicidade

Tal imposto, no caso, é uma taxa cobrada pela Apple em sua loja virtual, em que o estabelecimento fica com 30% do valor de vendas de um item. Além de Musk, outros desenvolvedores já criticaram a medida da empresa tech anteriormente.

Informações via The Verge

publicidade

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!