Uma imagem feita pelo satélite Landsat no dia 11 de janeiro mostrou fumaça e lava brilhante de um vulcão. A foto é do Kilauea, que está em erupção desde o início do ano.

O Kilauea está localizado na Ilha Grande do Havia, próximo ao Mauna Loa, maior vulcão do mundo. Sendo um dos mais novos do mundo, ele está ativo desde de setembro de 2021 e entrou em erupção novamente no dia 5 de janeiro.

Segundo o Observatório da Terra da NASA, as erupções já haviam formado um lago de lava em torno do Kilauea.

O Kilauea entrou em erupção quase continuamente de 1983 a 2018, quando uma erupção de meses criou fluxos de lava lentos que destruíram cerca de 700 casas

Observatório da Terra da NASA em comunicado na terça-feira, 17.

A partir de 2018 o vulcão entrou em erupção esporadicamente, e as erupções recentes foram contidas na cratera Halema’uma’u.

publicidade
Lava brilhante do vulcão Kilauea (Credito: imagem do NASA Earth Observatory por Lauren Dauphin, usando dados Landsat do US Geological Survey. Fotografia do USGS por K. Lynn.)
Lava brilhante do vulcão Kilauea (Credito: imagem do NASA Earth Observatory por Lauren Dauphin, usando dados Landsat do US Geological Survey. Fotografia do USGS por K. Lynn.)

Vulcão Kilauea e Mauna Loa

Vulcanólogos acreditam que o maior vulcão em atividade do mundo, o Mauna Loa, e o Kilauea estão relacionados. As caldeiras dos vulcões não possuem conexão, no entanto a relação entre os dois não é bem definida, podendo ter ou não influência sobre o outro.

Quando Mauna Loa está frequentemente ativo, Kilauea tende a ser menos ativo e vice-versa

Jim Kauahikaua, vulcanólogo do Hawaiian Volcano Observatory, em resposta ao New York Times em novembro de 2022.

Leia mais:

Erupção e imagem de satélites

As explosões de lava do Kilauea chegaram a cerca de 50 metros de altura na cratera Halema’uma’u. Segundo a NASA, essas erupções mais violentas aconteceram principalmente no início, no dia 5 de janeiro.

A imagem da lava brilhante do vulcão feita pelo satélite foi capturada usando o instrumento Operational Land Imager. Ele combina cores naturais e comprimentos de onda vermelho, que destacam o calor da lava.

Segundo a NASA, quando as imagens foram capturadas pelo satélite, no dia 11 de janeiro, as erupções do Kilauea as erupções aconteciam em grande parte no lado leste do Halema’uma’u.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!