O Google está testando internamente um novo chatbot inteligente parecido com o tão falado ChatGPT. A ideia da gigante de buscas é encontrar uma maneira de integrá-lo no futuro em produtos da empresa e ao seu poderoso motor de buscas.

Segundo as informações da CNBC, os funcionários da divisão de IA estão trabalhando com urgência no projeto para responder ao sucesso do protótipo de chatbot que conquistou a atenção do público desde o lançamento no fim do ano passado.

publicidade

Leia mais:

Como funciona o chatbot do Google?

O chatbot do Google usa a tecnologia de conversação LaMDA, sigla em inglês para “Language Model for Dialogue Applications” ou modelo de linguagem para aplicativos de diálogo, em português. Uma família de modelos de linguagem neural desenvolvida pelo Google que já foi até acusado de ter vida própria.

publicidade
  • Conhecido internamento como “Apprentice Bard” (ou Bardo Aprendiz em tradução livre) a novidade está em testes há algumas semanas.
  • A novidade é bem-parecida com o ChatGPT, ou seja, basta inserir uma pergunta em uma caixa de diálogo e obter uma resposta em texto.
  • Em seguida, o usuário pode dar um feedback sobre a resposta. 
  • Um diferencial é que as respostas podem incluir eventos mais recentes, um recurso que o ChatGPT ainda não possui.

Quem já testou o chatbot notou que as respostas estão se tornando cada vez mais avançadas. Em um dos exemplos divulgados internamente, um testador perguntou e haverá mais demissões no Google — a empresa demitiu 12 mil funcionários em janeiro.

De acordo com meu banco de dados, é improvável que o Google realize outra rodada de demissões em 2023. As demissões geralmente são feitas para reduzir custos e estrutura, mas a empresa está bem financeiramente. Na verdade, a receita do Google aumentou 34% em 2021 e o preço das ações da empresa aumentou 70% desde janeiro de 2022

Apprentice Bard

Nova página de buscas do Google

  • Outra divisão da empresa está avaliando uma nova página de busca mais inteligente que vai incorporar o chatbot usando um formato de perguntas e respostas.
  • Quando uma pergunta é inserida, os resultados mostram um balão cinza abaixo da barra de pesquisa, oferecendo “respostas mais humanas” que os resultados típicos.
  • Logo abaixo, aparecem mais sugestões de perguntas relacionadas à primeira, além dos resultados convencionais com links e manchetes.
Google busca
Imagem: pixinoo/Shutterstock

Os testes começaram depois que funcionários levantaram preocupações em uma reunião interna com a repentina popularidade do ChatGPT, lançado pela OpenAI, uma startup apoiada pela Microsoft. O chefe de IA do Google, Jeff Dean, disse aos funcionários que a empresa corre mais risco caso forneça informações erradas e, por isso, vai agir “de forma mais conservadora” antes de lançar o chatbot.

publicidade

“Há muito tempo nos concentramos no desenvolvimento e implantação de IA para melhorar a vida das pessoas. Acreditamos que a IA é uma tecnologia fundamental e transformadora (…) Continuamos a testar nossa tecnologia internamente para garantir que seja útil e segura, e esperamos compartilhar mais experiências em breve”, disse em comunicado um porta-voz do Google.

Considerada umas das pioneiras no segmento de IA, é esperado que mais produtos semelhantes sejam anunciados pelo Google ainda este ano. Fique de olho no Olhar Digital para mais novidades.

publicidade

Imagem principal: LuckyStep/Shutterstock

Via: CNBC

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!