A Getty Images está processando a Stability AI novamente. A acusação é de que a geradora de artes copiou mais de 12 milhões de imagens de seu banco.

Processo novo, motivos antigos

  • Esse é o segundo processo que a Getty Images abre contra a Stability AI.
  • A acusação diz que gerador de artes de copiou imagens sem a permissão ou compensação da Getty.
  • A Stability AI também está envolvida em um ação nos EUA que acusa a empresa de utilizar técnicas de colagem de imagens sem consentimento dos criadores.
  • Em janeiro, o banco de imagens já tinha iniciado um processo contra a empresa no Supremo Tribunal de Justiça de Londres alegando que a Stability AI infringiu direitos autorais de conteúdos de propriedade ou representados pelo banco de imagens.

Leia mais:

publicidade

O processo atual aberto em um tribunal distrital em Delaware, nos EUA, alega que “a Stability AI copiou mais de 12 milhões de fotografias da coleção da Getty Images, juntamente com as legendas e metadados associados, sem permissão ou compensação para a Getty Images, como parte de seus esforços para construir um negócio competitivo”.

Conforme relata o Ars Technica, o processo também acusa a Stability AI de remover informações de gerenciamento de direitos autorais da Getty Images e infringir marcas registradas da empresa.

publicidade
Getty Images
(Imagem: II.studio / Shutterstock.com)

A vice-presidente da Getty Images, Anne Flanagan, confirmou em depoimento ao The Verge que a empresa registrou a queixa contra a Stability AI nos EUA e Reino Unido.

“Podemos confirmar na sexta-feira que a Getty Images apresentou uma queixa contra a Stability AI, Inc. no Tribunal Distrital dos Estados Unidos, em Delaware. A Getty Images também entrou com uma ação no Tribunal Superior, que ainda não foi atendida. Como é habitual no Reino Unido, em 16 de janeiro, a Getty Images enviou e solicitou uma resposta a uma carta antes da ação da Stability AI Limited dentro do prazo de costume. A Stability AI Limited confirmou o recebimento desta carta.”

Anne Flanagan, vice-presidente da Getty Images

A Stability AI, junto com outros dois geradores de imagens, Midjourney e DevianArt, também está sendo processada pelos artistas norte-americanos Sarah Andersen, Kelly McKernan e Karla Ortiz por violações de direitos autorais cometidas pelas empresas.

publicidade

De acordo com o processo, os geradores de arte teriam infringido o direito de artistas ao usar o Stable Diffusion, uma ferramenta de colagem que une obras protegidas por direitos autorais. A alegação é de que as ferramentas de IA utilizaram imagens extraídas da internet “sem o consentimento dos artistas originais”.

Imagem destaque: Zhuravlev Andrey / Shutterstock

publicidade

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!