A HMD Global, empresa responsável pela marca Nokia, anunciou um novo smartphone que tem um objetivo diferente do que encontramos por aí: o Nokia G22 foi feito para ser consertado em questão de minutos, e a empresa garante que fornecerá componentes para ele pelos próximos anos.

A fabricante se aliou ao iFixit, especialista em reparos de dispositivos em geral, para criar um celular fácil de ser consertado. Isso significa que, mesmo que seja necessária a substituição de componentes como a tela, bateria ou porta de recarga, o usuário poderá realizar a manutenção em poucos minutos.

publicidade

Leia mais:

Confira preços e informações sobre novos celulares da Nokia
Nokia C12 é um smartphone com especificações básicas e preço baixo
Nokia T20: tablet com ótima bateria, bom custo-benefício, mas tela decepciona | Review

publicidade

Em uma demonstração feita dias antes da Mobile World Congress (MWC), o gerente de produtos da HMD Global, Adam Ferguson, fez uma substituição de uma bateria do dispositivo em cerca de 5 minutos, segundo o site The Verge.

Nokia G22
Nokia G22 com ferramentas para conserto. Imagem: Divulgação/Nokia

O processo foi um pouco mais complicado do que simplesmente trocar uma bateria removível – o que a bateria do Nokia G22 não é. Para substituir o componente, o executivo usou ferramentas especiais para abrir o smartphone, soltar um cabo sensível e assim conseguir remover a bateria. Ele disse que o processo é mais demorado dependendo do componente, e que no caso de uma tela, a troca é feita em cerca de 20 minutos.

publicidade

As peças de reposição do Nokia G22 serão vendidas custando a partir de 19 euros (cerca de R$ 110), no caso da porta USB-C para recarga do dispositivo, indo a até 45 euros (cerca de R$ 250) para uma tela nova. A HMD Global se comprometeu a continuar vendendo componentes pelos próximos 5 anos. Por outro lado, a fabricante só garante atualização do Android pelos próximos 2 anos.

Nokia G22 aberto com componentes desconectados. Imagem: Divulgação/Nokia

Nokia G22: especificações técnicas modestas

A facilidade no reparo é a principal característica do Nokia G22, um smartphone que conta com hardware modesto e preço baixo. A tela de 6,52 polegadas tem resolução 720p e taxa de atualização de 90Hz, com um pequeno furo na parte superior para abrigar a câmera frontal de 8 megapixels.

publicidade

Na traseira, o Nokia G22 conta com um conjunto de câmeras triplas, incluindo um sensor principal de 50 MP acompanhado por um de profundidade de 2 MP e um macro também de 2 MP. O processador escolhido pela HMD Global foi o Unisoc T606 e o aparelho conta com 4 GB de RAM e 64 B de armazenamento interno.

Ele começará a ser vendido na Europa a partir de março, custando 179 euros (cerca de R$ 970).

Via The Verge

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!