O estado do Arkansas, nos EUA, abriu um processo contra a ByteDance, controladora do TikTok, e a Meta, controladora do Facebook, alegando que os produtos são prejudiciais para a saúde mental e privacidade dos usuários.

  • A Meta está sendo processada sob acusação de agir de forma consciente com recursos que tornam os jovens viciados nas redes sociais;
  • TikTok é acusado de enganar os usuários e mostrar conteúdos inadequados para adolescentes;
  • Outro processo acusa a ByteDance de mentir quando afirma não entregar dados de usuários para autoridades da China.

A governadora do estado, Sarah Huckabee, e o procurador-geral, Tim Griffin, anunciaram três processos que alegam que as empresas violaram a Lei de Práticas Comerciais Enganosas de Arkansas.

publicidade

Leia mais:

Em entrevista coletiva, a governadora disse que as grandes empresas de tecnologia precisam ser responsabilizadas por “empurrarem plataformas viciantes” para os menores de idade.

publicidade

Temos que responsabilizar as grandes empresas de tecnologia por empurrar plataformas viciantes para nossos filhos e expô-los a um mundo de conteúdo inapropriado e prejudicial… Essas empresas de mídia social afirmam há anos que suas plataformas são benéficas, não viciantes e privadas. Essa é uma definição de falsa, enganosa e inescrupulosa.

Sarah Huckabee, governadora do estado de Arkansas.

Meta é acusada de tornar as redes sociais viciantes para jovens

O processo movido contra a Meta diz que a empresa age “conscientemente” na criação dos aplicativos de mídia social para tornar jovens dependentes das plataformas. 

O processo ainda alega que as redes sociais da companhia impactam na saúde mental dos jovens por implementar botões de curtir, feeds infinitos e seu recursos viciantes destinados a “manipular o cérebro dos usuários, acionando o lançamento de dopamina”.

publicidade

TikTok envolvido em dois processos

Um processo acusa a rede social chinesa de alegar falsamente que os dados de usuários não podem ser acessados por autoridades do governo chinês.

Nem as práticas de armazenamento de dados do TikTok, nem suas práticas de segurança de dados, negam a aplicabilidade da lei chinesa a esses dados ou aos indivíduos e entidades que estão sujeitos à lei chinesa.

Outro processo alega que a plataforma engana os consumidores. Autoridades entendem que, apesar de dizer que a rede social é adequada para adolescentes, existem conteúdos impróprios — incluindo nudez, palavrão e uso de substâncias ilícitas.

publicidade

TikTok apresenta riscos conhecidos para jovens adolescentes que a própria empresa controladora do (da rede social) considera inapropriado para usuários chineses da mesma idade. Ainda assim, o TikTok oferece conteúdo lascivo e outros conteúdos maduros para todos os jovens usuários dos EUA com 13 anos ou mais.

TikTok é a rede social que as crianças mais passam tempo diariamente

Quem tem crianças em casa sabe que é preciso controlar o tempo em que elas ficam em frente às telas. E o TikTok é a rede social favorita dos pequenos: eles passam cerca de 107 minutos por dia navegando pelos vídeos, mais tempo do que qualquer outra rede social. Os dados vêm do levantamento da Qustodio, aplicativo de controle parental. O TikTok, inclusive, superou o YouTube na faixa de 4 a 18 anos de idade.

  • O relatório “From Alpha to Z: Raising the digital generations” mostra que o uso da rede social atingiu um recorde ao longo de 2022, com uma média de 107 minutos por dia. Um aumento de 18% comparado a 2021;
  • As crianças passaram 60% mais tempo no TikTok do que no YouTube, que teve uma média de 67 minutos por dia;
  • Apesar de perder no tempo de uso, o YouTube foi a rede social mais popular entre crianças nos geral. 63% desse público de todo mundo usa a plataforma.
  • TikTok também superou aplicativos de streaming no tempo de uso — como Netflix (48 minutos) e Disney+ (40 minutos).

Imagem destaque: Koshiro K / Shutterstock.com

Com informações de CNN e PetaPixel

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!