Um grupo de arqueólogos franceses descobriu recentemente um depósito de lixo que havia sido uma pedreira durante o período romano. No local, foram encontrados diversos artefatos como imagens da deusa Vênus

  • A descoberta foi feita em Rennes, no noroeste da França, fundada no século 1 como a cidade romana Condate Riedonum;
  • Foram descobertos diversos fragmentos de pratos e potes, moedas, alfinetes de roupas e várias estatuetas de argila.
  • Entre as estatuetas, estão duas figuras de Vênus, uma fragmentada que mostra a deusa em sua forma materna e outra mais completa que mostra ela surgindo do mar
Estatua de argila da deusa Vênus surgindo nua e com a mão direta espremendo o cabelo. Ela é a deusa do amor e para o romanos era associada aos imperadores e muitas vezes simbolizava o poder romano. (Credito: Emmanuelle Collado, Inrap)

Os achados foram anunciados no início deste mês, quando os pesquisadores do Instituto Nacional Francês de Pesquisa Arqueológica Preventiva (Inrap) divulgaram a descoberta de uma pedreira de xisto romana.

publicidade

Leia mais:

Pedreira e deposito de lixo

Para a construção das antigas cidades romanas eram necessárias muitas pedras, por causa disso era comum que houvessem pedreiras próximas a povoados romanos. A pedreira de Rennes, é uma escavação com mais de 2 metros de profundidade, disposta em etapas.

publicidade

Os romanos são famosos por desenvolver pedreiras em todo o Mediterrâneo. A maioria das pedreiras no mundo romano teriam sido assuntos locais, focados no fornecimento de pedras de construção em massa para cidades e fazendas próximas. As paredes de concreto favorecidas pelo Os romanos exigiam muita pedra.

Jason Farr, arqueológico romano da Universidade de Saint Mary, no Canadá, em resposta a LiveScience

Após a pedreira em Renne ter sido abandonada, ela se tornou um grande depósito de lixo onde os artefatos foram encontrados. Farr aponta que isso acontece porque elas estavam muito próximas às cidades e eram frequentemente reutilizadas para esse propósito.

Durante os séculos XIV e XV, no período medieval, a pedreira estava aterrada. Vestígios encontrados pelos arqueólogos, como de construções de madeira, fornos e poços, indicam que posteriormente ela foi utilizada para produção de artesanatos. Também é conhecido, que durante o século XVII a área passou a operar um internato para meninas.

publicidade

Além dos achados que contam um pouco da história da região, a antiga pedreira também pode contar sobre os métodos de extração de pedra, ferramentas de cinzelamento e organização e gerenciamento do local pelos romanos.

Farr aponta que ainda poucas pedreiras do período romano foram escavadas, o que segundo ele é lamentável, já que elas podem ser responsáveis por muitas descobertas.

publicidade

É ainda mais emocionante por causa de sua reutilização como depósito de lixo, que é uma verdadeira mina de ouro de informações sobre a vida antiga. Realmente há muito que podemos aprender aqui.

Jason Farr

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!